Fur­to na rua é úni­co cri­me pa­tri­mo­ni­al em al­ta em Cu­ri­ti­ba

Metro Brazil (Curitiba) - - FOCO -

O pri­mei­ro se­mes­tre de 2017 re­gis­trou, em Cu­ri­ti­ba, que­da em qua­se to­dos os cri­mes pa­tri­mo­ni­ais em re­la­ção ao mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do.

Hou­ve re­du­ção de fur­tos (12,07%) e rou­bos (18,83%) em re­si­dên­ci­as, fur­tos (10,45%) e rou­bos (20,62%) em co­mér­ci­os, fur­tos (4,22%) e rou­bos (16,71%) de veí­cu­los e rou­bos (4,86%) em am­bi­en­tes pú­bli­cos. Na com­pa­ra­ção en­tre os dois pe­río­dos, a úni­ca al­ta (2,68%) fo­ram fur­tos em am­bi­en­tes pú­bli­cos.

Vá­ri­os bair­ros com al­to ín­di­ce de as­sal­tos, co­mo Cen­tro, Por­tão, Pi­nhei­ri­nho, No­vo Mun­do, Ube­ra­ba e Xa­xim ti­ve­ram re­du­ções tan­to nos fur­tos quan­to em rou­bos nes­te se­mes­tre.

Os des­ta­ques ne­ga­ti­vos fi­ca­ram por con­ta da CIC e de Sí­tio Cer­ca­do, Cam­po Com­pri­do, Cam­po de San­ta­na e Santa Cân­di­da, prin­ci­pais bair­ros que vi­ram fur­tos e rou­bos au­men­ta­rem.

A re­du­ção ge­ral, no en­tan­to, foi co­me­mo­ra­da pe­la Sesp (Se­cre­ta­ria de Se- gu­ran­ça Pú­bli­ca). “Vá­ri­as pes­so­as fo­ram pre­sas e fo­ca­mos mui­to nos re­cep­ta­do­res que, na verdade, são os que ali­men­tam os cri­mes con­tra o pa­trimô­nio. Além do tra­ba­lho da Po­lí­cia Ci­vil, um im­por­tan­te tra­ba­lho pre­ven­ti­vo fei­to pe­la Po­lí­cia Mi­li­tar re­sul­tou nes­sa re­du­ção”, ava­lia o de­le­ga­do-ge­ral da Po­lí­cia Ci­vil, Ju­lio Ce­zar dos Reis.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.