RO­DRI­GO VALENTE

Dou­tor em di­rei­to do con­su­mi­dor es­cla­re­ce dú­vi­das so­bre a no­ta fis­cal

Metro Brazil (Curitiba) - - { FOCO} -

é im­por­tan­te o con­su­mi­dor, ao me­nos, sa­ber a da­ta da com­pra e, se pos­sí­vel, uma ho­ra apro­xi­ma­da, pa­ra que o for­ne­ce­dor pos­sa lo­ca­li­zá-la no sis­te­ma.

Po­de o for­ne­ce­dor se ne­gar a for­ne­cer a no­ta fis­cal?

Não, to­das as em­pre­sas que fun­ci­o­nam re­gu­lar­men­te são obri­ga­das a emi­tir no­ta fis­cal, ca­so não fa­çam es­tão so­ne­gan­do im­pos­tos, por is­so é um di­rei­to do con­su­mi­dor exi­gir a no­ta fis­cal.

Se a com­pra for do co­mér­cio am­bu­lan­te/ca­melô? O con­su­mi­dor tem di­rei­to de exi­gir no­ta fis­cal?

Es­se ti­po de co­mér­cio é in­for­mal, por­tan­to não emi­ti­rá no­ta fis­cal e o con­su­mi­dor não te­rá ga­ran­tia da com­pra. Va­le res­sal­tar ain­da que mui­tos ob­je­tos ven­di­dos no co­mér­cio in­for­mal po­dem ser pe­ri­go­sos à saú­de do con­su­mi­dor, além de in­cen­ti­var so­ne­ga­ção fis­cal e con­cor­rên­cia des­le­al e, mui­tas ve­zes, des­res­pei­tam a pro­pri­e­da­de in­dus­tri­al co­mer­ci­a­li­zan­do pro­du­tos fal­si­fi­ca­dos, sen­do es­sa prá­ti­ca cri­me pre­vis­to em nos­sa le­gis­la­ção, por­tan­to ao com­prar es­ses pro­du­tos o con­su­mi­dor es­tá in­cen­ti­van­do um cri­me.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.