Had­dad é o can­di­da­to do PT à pre­si­dên­cia

Par­ti­do en­fim de­ci­de e Lu­la dá lu­gar ao ex-pre­fei­to de São Pau­lo na cor­ri­da pre­si­den­ci­al

Metro Brazil (Curitiba) - - PRIMEIRA PÁGINA - BRUNNO BRUGNOLO

Com cer­ca de 400 mi­li­tan­tes em fren­te à se­de da Po­lí­cia Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba, on­de Lu­la es­tá pre­so, o PT ofi­ci­a­li­zou Fer­nan­do Had­dad co­mo can­di­da­to à Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca no lu­gar do ex-pre­si­den­te, con­si­de­ra­do ine­le­gí­vel pela Lei da Fi­cha Lim­pa. O anún­cio acon­te­ceu on­tem à tar­de, ho­ras an­tes de ven­cer o pra­zo es­ta­be­le­ci­do pe­lo TSE (Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral) pa­ra tro­ca de can­di­da­to.

A de­ci­são do PT foi to­ma­da no iní­cio da tar­de por una­ni­mi­da­de pela co­mis­são exe­cu­ti­va na­ci­o­nal do par­ti­do em um ho­tel na ca­pi­tal pa­ra­na­en­se, quan­do foi li­da uma car­ta do ex-pre­si­den­te Lu­la dan­do o aval pa­ra a tro­ca. “Es­tou in­di­can­do ao PT e à co­li­ga­ção Bra­sil Feliz de No­vo a subs­ti­tui­ção da mi­nha can­di­da­tu­ra pela do com­pa­nhei­ro Fer­nan­do Had­dad”, diz tre­cho da car­ta de Lu­la, li­da pos­te­ri­or­men­te por Luiz Eduardo Gre­e­nhalgh, um dos fun­da­do­res do PT, em fren­te à PF.

Com vá­ri­as crí­ti­cas à Jus­ti­ça e cha­man­do sua con­de­na­ção de “far­sa ju­di­ci­al”, Lu­la pe­diu vo­tos pa­ra Had­dad. “Nos­so no­me agora é Had­dad. Que­ro pe­dir de co­ra­ção, a to­dos que vo­ta­ri­am em mim, que vo­tem no com­pa­nhei­ro Fer­nan­do Had­dad”.

A au­to­ri­za­ção pes­so­al de Lu­la pôs fim à di­vi­são in­ter­na do par­ti­do, já que uma par­te ain­da apos­ta­va em uma re­vi­ra­vol­ta ju­di­ci­al com al­gum dos re­cur­sos em trâ­mi­te no TSE e STF ( Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) que pu­des­se per­mi­tir o re­gis­tro do ex-pre­si­den­te. Se ti­ves­se op­ta­do por seguir com Lu­la, o PT po­de­ria ter a cha­pa in­tei­ra cas­sa­da e se­ria im­pe­di­do de dis­pu­tar a elei­ção à Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca.

“Ho­je [on­tem] é um dia der­ra­dei­ro, um dia de­ter­mi­na­do pela Jus­ti­ça Elei­to­ral e um dia que não ti­ve­mos o po­si­ci­o­na­men­to do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral a res­pei­to do des­ti­no do pre­si­den­te Lu­la. E Lu­la, na sua gran­de­za, fez um co­mu­ni­ca­do ao par­ti­do, que mes­mo sem ele de­ve­ria apre­sen­tar um can­di­da­to à Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca”, de­cla­rou a se­na­do­ra e pre­si­den­te do PT, Glei­si Hoff­mann, fri­san­do que o mo­men­to era de “dor, in­dig­na­ção e re­vol­ta”.

Com Had­dad co­mo ca­be­ça de cha­pa, a can­di­da­ta a vi­ce-pre­si­den­te se­rá Ma­nu­e­la D’Ávi­la (PC­doB). Os dois te­rão agora pou­co mais de três se­ma­nas até o dia da elei­ção pa­ra ten­tar trans­fe­rir as in­ten­ções de vo­to de Lu­la, que li­de­ra­va to­das as pes­qui­sas que con­ti­nham seu no­me até se­ma­na pas­sa­da. “Re­ce­be­mos a mis­são do pre­si­den­te de olhar no olho do po­vo, de fa­zê-lo re­me­mo­rar os bons di­as que vi­ve­mos, por­que cons­truí­mos jun­tos um país di­fe­ren­te”, dis­se Had­dad.

Na pesquisa Da­ta­fo­lha de se­gun­da e na do Ibo­pe, di­vul­ga­da on­tem (leia mais na pá­gi­na 7), Had­dad apa­re­ceu em em­pa­te téc­ni­co quá­dru­plo no se­gun­do lu­gar, jun­to com Ge­ral­do Alck­min (PSDB), Ci­ro Go­mes (PDT) e Ma­ri­na Silva (Re­de).

“Há me­nos de dois anos, o Lu­la e eu apoi­a­mos Had­dad em SP, bus­can­do sua re­e­lei­ção, e ti­ve­mos uma de­cep­ção pro­fun­da. Por­que o Had­dad não só per­deu pa­ra João Dó­ria, mas per­deu pa­ra os vo­tos nu­los e bran­cos”

CI­RO GO­MES (PDT)

“Pa­rou a en­ga­na­ção. É ina­cre­di­tá­vel o que o PT fez es­se tem­po to­do sa­ben­do que o Lu­la não se­ria can­di­da­to e com dois ob­je­ti­vos. O pri­mei­ro é vi­ti­mi­za­ção e o se­gun­do é pro­te­ger o Had­dad”

GE­RAL­DO ALCK­MIN (PSDB) AO JORNAL O GLO­BO

“Agora a po­pu­la­ção sa­be quem são os can­di­da­tos e ca­da um vai ter de ex­por, além de suas pro­pos­tas, seus pro­pó­si­tos. Há 13 milhões de de­sem­pre­ga­dos co­mo he­ran­ça do go­ver­no Dil­ma-Te­mer”

MA­RI­NA SILVA (RE­DE)

“Nós va­mos ga­nhar es­sa elei­ção pe­lo Lu­la, pe­lo PT, pe­lo PC­doB, pe­los mo­vi­men­tos so­ci­ais e pe­lo Bra­sil. Nós não va­mos de­sis­tir des­se país”

FER­NAN­DO HAD­DAD (PT)

| BRUNNO BRUGNOLO

Ato em fren­te à PF, em Cu­ri­ti­ba

| EVERSON BRESSAN/FU­TU­RA PRESS

Had­dad foi con­fir­ma­do co­mo can­di­da­to à pre­si­dên­cia pe­lo PT em fren­te à Po­lí­cia Fe­de­ral, em Cu­ri­ti­ba

| ME­TRO CU­RI­TI­BA

Had­dad es­ta­va acom­pa­nha­do da ex-pre­si­den­te Dil­ma Rous­seff

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.