PF faz bus­ca em ga­bi­ne­te de go­ver­na­dor do MS

Rei­nal­do Azam­bu­ja (PSDB) é can­di­da­to à re­e­lei­ção. PF pren­deu 14 pes­so­as por frau­de para fa­vo­re­cer fri­go­rí­fi­co

Metro Brazil (Curitiba) - - PRIMEIRA PÁGINA - MAR­CE­LO FREI­TAS

Can­di­da­to à re­e­lei­ção, o go­ver­na­dor de Ma­to Gros­so do Sul, Rei­nal­do Azam­bu­ja (PSDB), teve o apartamento e o ga­bi­ne­te vas­cu­lha­dos on­tem no âm­bi­to da ope­ra­ção Vos­tok, da Po­lí­cia Fe­de­ral. O ad­vo­ga­do Ro­dri­go Sou­za e Sil­va, fi­lho do po­lí­ti­co, o de­pu­ta­do es­ta­du­al Zé Tei­xei­ra (DEM) e o con­se­lhei­ro do TCE-MS (Tri­bu­nal de Con­tas do es­ta­do) Már­cio Cam­pos Mon­tei­ro es­tão en­tre os 14 pre­sos tem­po­ra­ri­a­men­te.

A in­ves­ti­ga­ção par­tiu da de­la­ção pre­mi­a­da dos ir­mãos Jo­es­ley e Wes­ley Ba­tis­ta, do gru­po J&F, e apon­ta para um es­que­ma de frau­de con­tá­bil no es­ta­do para fa­vo­re­cer o fri­go­rí­fi­co.

Pe­lo me­nos 30% dos cré­di­tos tri­bu­tá­ri­os con­ce­di­dos pe­lo go­ver­no es­ta­du­al à JBS eram des­ti­na­dos para abas­te­cer o es­que­ma. Para jus­ti­fi­car os pa­ga­men­tos, o gru­po usa­va no­tas fri­as de com­pras de boi.

Pa­ga­men­tos

Em de­la­ção, Wes­ley afir­mou que o gru­po re­ce­bia R$ 10 mi­lhões de be­ne­fí­ci­os fis­cais por mês – e R$ 3 mi­lhões iri­am para Azam­bu­ja. En­tre 2014 e 2015, o mon­tan­te te­ria che­ga­do a R$ 70 mi­lhões. O go­ver­na­dor te­ria pe­di­do a an­te­ci­pa­ção de R$ 10 mi­lhões, usa­dos na cam­pa­nha de 2014. Há re­la­tos tam­bém de pa­ga­men­tos em es­pé­cie, no ano se­guin­te, em São Pau­lo e Rio de Ja­nei­ro

Por en­vol­ver o go­ver­na­dor, a ope­ra­ção foi au­to­ri­za­da pe­lo mi­nis­tro Fe­lix Fis­cher, do STJ (Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça). Azam­bu­ja foi proi­bi­do de man­ter con­ta­to com os ou­tros in­ves­ti­ga­dos.

Ao to­do, fo­ram cum­pri­dos 41 man­da­dos de bus­ca e apre­en­são em Cam­po Gran­de, Aqui­dau­a­na, Dou­ra­dos, Ma­ra­ca­ju e Guia Lo­pes de La­gu­na, no MS, e em Trai­rão, no Pa­rá. A ope­ra­ção foi ba­ti­za­da de Vos­tok, re­fe­rên­cia à es­ta­ção russa na An­tár­ti­da, on­de são re­gis­tra­das as me­no­res tem­pe­ra­tu­ras da Ter­ra e faz alu­são às no­tas fis­cais fri­as uti­li­za­das para a dis­si­mu­la­ção dos pa­ga­men­tos.

De­fe­sa

Azam­bu­ja pres­tou de­poi­men­to à PF. O ad­vo­ga­do de de­fe­sa Gusta­vo Pas­sa­rel­li afir­mou que ain­da aguar­da aces­so à in­ves­ti­ga­ção para de se ma­ni­fes­tar.

| MOI­SÉS PA­LÁ­CI­OS/FU­TU­RA PRESS

Se­de do go­ver­no es­ta­du­al foi um dos en­de­re­ços de bus­ca e apre­en­são. Azam­bu­ja (no de­ta­lhe)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.