O CALVÁRIO DE TAN­CRE­DO

FIL­ME ‘O PA­CI­EN­TE’, DE SÉR­GIO RE­ZEN­DE, RE­LA­TA OS ÚL­TI­MOS DI­AS DO PRE­SI­DEN­TE

Metro Brazil (Curitiba) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Tan­cre­do Neves já era cha­ma­do de pre­si­den­te por fa­mi­li­a­res e ami­gos, quan­do, na vés­pe­ra da pos­se, a re­a­li­da­de ba­teu à por­ta: com do­res no cor­po, ele foi hos­pi­ta­li­za­do e teve que pas­sar por uma ci­rur­gia para com­ba­ter uma su­pos­ta apen­di­ci­te. Era o iní­cio de uma sa­ga mé­di­ca mis­te­ri­o­sa, que dei­xou o país in­tei­ro em sus­pen­se por 38 di­as até a mor­te do po­lí­ti­co, em 21 de abril de 1985.

Os de­ta­lhes da su­ces­são de even­tos que o im­pe­diu de su­bir a ram­pa do Pa­lá­cio do Pla­nal­to são con­ta­dos no fil­me “O Pa­ci­en­te – O Caso Tan­cre­do Neves”, que es­treia ho­je.

O lon­ga é ba­se­a­do no li­vro homô­ni­mo do his­to­ri­a­dor Luís Mir, que in­ves­ti­gou pron­tuá­ri­os mé­di­cos e do­cu­men­tos do Hos­pi­tal de Ba­se, de Bra­sí­lia, e do Ins­ti­tu­to do Co­ra­ção, em São Pau­lo, on­de Tan­cre­do mor­reu.

Na pe­le do pro­ta­go­nis­ta, o ator Othon Bas­tos tem a mis­são de dar vida – e re­tra­tar a mor­te – à fi­gu­ra po­lí­ti­ca elei­ta in­di­re­ta­men­te pe­lo Con­gres­so para ser o pri­mei­ro pre­si­den­te ci­vil após a di­ta­du­ra mi­li­tar.

| DI­VUL­GA­ÇÃO

Othon Bas­tos in­ter­pre­ta Tan­cre­do Neves

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.