Mais dois são pre­sos em ca­so Da­ni­el Cor­rêa

Metro Brazil (Maringa) - - PRIMEIRA PÁGINA - METRO CURITIBA

Dois jo­vens que es­ta­vam em car­ro que le­vou jo­ga­dor se apre­sen­ta­ram on­tem. Já são seis pre­sos

Jo­vens são sus­pei­tos de aju­dar a es­pan­car o jo­ga­dor, mas ad­vo­ga­do diz que eles só agi­ram pa­ra ten­tar evi­tar um es­tu­pro. Ca­sal Brit­tes e fi­lha fo­ram trans­fe­ri­dos pa­ra Pi­ra­qua­ra

Mais du­as pes­so­as fo­ram pre­sas sob sus­pei­ta de en­vol­vi­men­to na mor­te do jo­ga­dor Da­ni­el Cor­rêa, no dia 27 de ou­tu­bro. Da­vid Wil­li­an Vil­le­ro Silva, de 18 anos, e Igor King, 20, ti­ve­ram a pri­são tem­po­rá­ria, vá­li­da por cin­co di­as, de­cre­ta­da na noi­te de quar­ta-fei­ra. Eles se apre­sen­ta­ram na ma­nhã de on­tem na de­le­ga­cia de São Jo­sé dos Pi­nhais, na re­gião me­tro­po­li­ta­na de Curitiba.

Já es­ta­vam pre­sos o co­mer­ci­an­te Edi­son Brit­tes Jú­ni­or, de 38 anos, que con­fes­sou ter ma­ta­do Da­ni­el; a mu­lher de­le, Cris­ti­a­ne Brit­tes, 35; uma das fi­lhas do ca­sal, Al­la­na Brit­tes, 18; e Edu­ar­do Hen­ri­que Ri­bei­ro da Silva, 19, pri­mo de Cris­ti­a­ne. Edi­son, Cris­ti­a­ne e Al­la­na fo­ram trans­fe­ri­dos on­tem pa­ra o sis­te­ma pri­si­o­nal em Pi­ra­qua­ra.

O ad­vo­ga­do Rob­son Do­ma­cos­ki, que de­fen­de Da­vid Silva e Igor King, diz que eles aju­da­ram a imo­bi­li­zar Da­ni­el por­que o jo­ga­dor ten­ta­va es­tu­prar Cris­ti­a­ne – se­gun­do a ver­são da fa­mí­lia Brit­tes, o cri­me foi mo­ti­va­do por uma ten­ta­ti­va de es­tu­pro.

“Eles ten­ta­ram se­gu­rar o Da­ni­el, mas o Edi­son já co- me­ça­va a ba­ter ne­le. Eles ob­ser­va­ram que a ví­ti­ma es­ta­va in­de­fe­sa e pe­di­ram pa­ra ele (Edi­son) pa­rar”, dis­se Do­ma­cos­ki. “Eles po­dem até ter usa­do a for­ça, mas na in­ten­ção de se­gu­rá-lo. Eles acre­di­ta­ram que al­guém ia cha­mar a po­lí­cia”. Os dois se­rão ou­vi­dos ho­je pe­lo de­le­ga­do Ama­deu Tre­vi­san.

Se­gun­do o ad­vo­ga­do, os jo­vens, que mo­ram em São Jo­sé dos Pi­nhais, en­tra­ram no car­ro em que Da­ni­el foi co­lo­ca­do de­pois do es­pan­ca­men­to por­que pen­sa­ram que o jo­ga­dor se­ria dei­xa­do com vi­da em al­gum lu­gar. Da­ni­el foi le­va­do pa­ra uma área de ma­ta na Colô­nia Mer­gu­lhão, on­de o cor­po foi en­con­tra­do. O jo­ga­dor te­ve o pê­nis de­ce­pa­do.

Da­ni­el, que jo­gou pe­lo Co­ri­ti­ba em 2017, es­ta­va no São Ben­to de So­ro­ca­ba (SP). Ele veio a Curitiba no dia 26, pa­ra o ani­ver­sá­rio de 18 anos de Al­la­na, em uma ca­sa no­tur­na. Em se­gui­da, foi pa­ra a ca­sa dos Brit­tes.

Fa­mi­li­a­res de Da­ni­el es­ti­ve­ram on­tem na De­le­ga­cia de São Jo­sé dos Pi­nhais, mas não con­ver­sa­ram com a im­pren­sa.

| REPRODUÇÃO / FA­CE­BO­OK

Ca­sal foi trans­fe­ri­do pa­ra pre­sí­dio

| REPRODUÇÃO/FA­CE­BO­OK

Ca­sal Brit­tes foi trans­fe­ri­do on­tem pa­ra o sis­te­ma pri­si­o­nal

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.