In­ves­ti­men­tos. Pou­pan­ça per­de R$ 40,7 bi em 2016

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Economia -

Bra­si­lei­ros sa­ca­ram R$ 40,7 bi­lhões a mais do que de­po­si­ta­ram na pou­pan­ça em 2016, se­gun­do da­dos do Ban­co Cen­tral. O re­sul­ta­do é o se­gun­do pi­or da sé­rie his­tó­ri­ca ini­ci­a­da em 1995, per­den­do ape­nas pa­ra 2015, qu­an­do os sa­ques ha­vi­am su­pe­ra­do os de­pó­si­tos em R$ 53,6 bi­lhões.

Com a cri­se econô­mi­ca e o au­men­to do de­sem­pre­go, des­de o ano pas­sa­do, os bra­si­lei­ros pas­sa­ram a re­ti­rar di­nhei­ro da pou­pan­ça pa­ra qui­tar dí­vi­das e pa­gar con­tas.

Ape­sar da re­ti­ra­da no acu­mu­la­do do ano, os dois úl­ti­mos me­ses de 2016 in­di­ca­ram re­cu­pe­ra­ção da pou­pan­ça. Os de­pó­si­tos su­pe­ra­ram os sa­ques em R$ 1,9 bi­lhão, em no­vem­bro, e em R$ 10,7 bi­lhões em de­zem­bro, mo­ti­va­dos prin­ci­pal­men­te pe­lo pa­ga­men­to do dé­ci­mo ter­cei­ro, que au­men­tou o vo­lu­me de re­cur­sos dis­po­ní­vel pa­ra a pou­pan­ça. A cap­ta­ção lí­qui­da em de­zem­bro foi a se­gun­da mai­or re- gis­tra­da pa­ra o mês, fi­can­do atrás ape­nas de de­zem­bro de 2013 (R$ 11,2 bi­lhões).

A me­lho­ria da ren­ta­bi­li­da­de e a que­da da in­fla­ção aju­dam a ex­pli­car a re­du­ção na fu­ga de re­cur­sos da pou­pan­ça nos úl­ti­mos me­ses do ano. No ano pas­sa­do, a ca­der­ne­ta ren­deu 8,3%. Até no­vem­bro, a in­fla­ção em 12 me­ses es­ta­va em 6,98%. Em 2015, a apli­ca­ção ti­nha ren­di­do 8,07%, mas o IPCA ti­nha fe­cha­do o ano em al­ta de 10,67%.

Mes­mo ren­den­do um pou­co mais e com isen­ção de Im­pos­to de Ren­da, a ca­der­ne­ta de pou­pan­ça con­ti­nua com ren­di­men­to in­fe­ri­or a ou­tras apli­ca­ções. De acor­do com le­van­ta­men­to re­cen­te da Ane­fac (As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal dos Exe­cu­ti­vos de Fi­nan­ças), os fun­dos de ren­da fi­xa com ta­xa de ad­mi­nis­tra­ção de até 2,5% são mais ren­tá­veis que a pou­pan­ça pa­ra apli­ca­ções de um a dois anos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.