Caio F. vol­ta aos pal­cos

Te­a­tro. ‘Caio do Céu’ abre hoje, ofi­ci­al­men­te, o Porto Ve­rão Alegre. Es­pe­tá­cu­lo com De­bo­rah Fi­noc­chi­a­ro tem di­re­ção de Luis A. Nu­nes

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Cultura - MÔNICA KANITZ

A atriz De­bo­rah Fi­noc­chi­a­ro é pu­ro en­tu­si­as­mo ao fa­lar do seu no­vo es­pe­tá­cu­lo, “Caio do Céu”, es­co­lhi­do pa­ra abrir hoje a pro­gra­ma­ção do Porto Ve­rão Alegre. “Os es­cri­tos de Caio Fer­nan­do Abreu (1948-1996) coin­ci­dem com o que ve­nho bus­can­do na mi­nha tra­je­tó­ria, que é fa­zer ar­te pa­ra me­lho­rar o mun­do e tor­nar as pes­so­as mais sen­sí­veis”, diz ela, que con­vi­dou Luiz Arthur Nu­nes pa­ra a di­re­ção.

De­bo­rah nun­ca foi ín­ti­ma de Caio, mas lem­bra de­le co­mo um ami­go que­ri­do de su­as ir­mãs, Lory e Lau­ra. De uns anos pa­ra cá, a atriz foi des­co­brin­do seus es­cri­tos em sa­raus e ou­tras ini­ci­a­ti­vas – até che­gar a “Caio do Céu”. Nos mes­mos mol­des do mer­gu­lho no uni­ver­so de Ma­rio Quin­ta­na vis­to em “So­bre An- jos e Gri­los”, De­bo­rah cos­tu­ra po­e­mas, crô­ni­cas, con­tos e até tex­tos te­a­trais pa­ra ofe­re­cer ao pú­bli­co uma sín­te­se do pen­sa­men­to de Caio, que hoje é um dos au­to­res mais di­vul­ga­dos nas re­des so­ci­ais.

Tu­do se mes­cla com mú­si­ca (o can­tor e ins­tru­men­tis­ta Fer­nan­do Ses­sé tam­bém es­tá em ce­na), dra­ma­ti­za­ções e ví­de­os com de­poi­men­tos do pró­prio es­cri­tor. De­bo­rah usa a úl­ti­ma fra­se da mon­ta­gem pa­ra de­fi­nir a “al­ma” do es­pe­tá­cu­lo: “a vi­da é um dom mui­to pre­ci­o­so”.

A mon­ta­gem de “Caio do Céu” tam­bém é fes­te­ja­da por Luis Ar­tur Nu­nes. “São vá­ri­os en­con­tros nes­te es­pe­tá­cu­lo”, jus­ti­fi­ca. Ele tra­ba­lha pe­la pri­mei­ra vez com De­bo­rah Fi­noc­chi­a­ro e vol­ta a se re­en­con­trar com Caio Fer­nan­do Abreu, que era um de seus me­lho­res ami­gos e com qu­em di­vi­diu mui­tos mo­men­tos te­a­trais – além de di­ri­gir vá­ri­os tex­tos de Caio, os dois es­cre­ve­ram jun­tos a co­mé­dia “A Mal­di­ção do Va­le Ne­gro” (1988). “Tam­bém vol­to a di­ri­gir uma pe­ça em Porto Alegre de­pois de 25 anos. É uma ho­me­na­gem ao Caio e ao seu te­ma de pre­di­le­ção: a vi­da”, des­ta­ca o di­re­tor.

| VITÓRIO BERETTA/DI­VUL­GA­ÇÃO

De­bo­rah Fi­noc­chi­a­ro e Fer­nan­do Ses­sé pro­ta­go­ni­zam ‘So­bre An­jos e Gri­los’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.