Uma chan­ce pa­ra o Par­que Be­lém re­a­brir

In­ves­ti­do­res. Pe­lo me­nos qua­tro ins­ti­tui­ções es­tão in­te­res­sa­das em as­su­mir o hos­pi­tal, de acor­do com o se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal da Saúde

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Foco -

O in­te­res­se de pe­lo me­nos qua­tro ins­ti­tui­ções em as­su­mir o Hos­pi­tal Par­que Be­lém, na zo­na sul de Por­to Ale­gre, traz oti­mis­mo aos go­ver­nos es­ta­du­al e mu­ni­ci­pal pa­ra re­a­brir o es­ta­be­le­ci­men­to. Afun­da­do em dí­vi­das, o Par­que Be­lém pa­rou de aten­der pe­lo SUS (Sis­te­ma Úni­co de Saúde) em de­zem­bro de 2015 e fe­chou as por­tas em 24 de abril des­te ano. O hos­pi­tal con­ta com 242 lei­tos.

“Ao lon­go des­ta ges­tão, hou­ve o acú­mu­lo de dí­vi­das em va­lor con­si­de­rá­vel. O pas­si­vo é de res­pon­sa­bi­li­da­de des­sa ins­ti­tui­ção. No mo­men­to em que hou­ver um no­vo ges­tor, as se­cre­ta­ri­as [Mu­ni­ci­pal e Es­ta­du­al de Saúde] con­ver­sa­rão so­bre um no­vo con­tra­to”, afir­mou on­tem o ti­tu­lar da pas­ta da Saúde em Por­to Ale­gre, Er­no Harzheim.

Es­tá des­car­ta­do qual­quer ti­po de acor­do do Es­ta­do e do mu­ni­cí­pio com o atu­al gru­po que ad­mi­nis­tra o hos­pi­tal. Harzheim e o se­cre­tá­rio es­ta­du­al da Saúde, João Gab­bar­do dos Reis, se reuniram na ter­ça-fei­ra pa­ra acer­tar o com­pro­mis­so com a re­a­ber­tu­ra do hos­pi­tal de­pois que o no­vo in­ves­ti­dor fe­char o ne­gó­cio com a atu­al man­te­ne­do­ra do Par­que Be­lém.

Es­ta­do e mu­ni­cí­pio se pre­o­cu­pam com o con­jun­to de pas­si­vos fi­nan­cei­ros e ju­di­ci­ais da ins­ti­tui­ção e con­si­de­ram in­viá­vel as­su­mir o hos­pi­tal, que é pri­va­do. Qu­an­to ao fu­tu­ro ad­mi­nis­tra­dor, os se­cre­tá­ri­os en­ten­dem que o ne­gó­cio de­ve exi­mi-lo da res- pon­sa­bi­li­da­de fren­te aos pas­si­vos fi­nan­cei­ros e ju­di­ci­ais.

Atu­al pre­si­den­te do hos­pi­tal, Luiz Au­gus­to Pe­rei­ra cri­ti­ca a re­sis­tên­cia dos go­ver­nos de ten­tar ne­go­ci­ar com a atu­al ges­tão. “É inad­mis­sí­vel que nós te­nha­mos fal­ta de lei­tos de UTI no Rio Gran­de do Sul e nós te­nha­mos aqui um con­jun­to de lei­tos à dis­po­si­ção. Nós es­ta­mos to­tal­men­te aber­tos, nós que­re­mos que es­se hos­pi­tal vol­te a fun­ci­o­nar, com cus­teio com sus­ten­ta­bi­li­da­de”, dis­se.

| SMS/DI­VUL­GA­ÇÃO

Hos­pi­tal tem 242 lei­tos, mas fe­chou em abril de 2017

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.