Ten­tan­do ser ‘Bol­so­light’

Bol­so­na­ro. En­tre pi­a­das e ata­ques, pre­si­den­ciá­vel es­te­ve na ca­pi­tal pe­din­do elei­ções in­di­re­tas e re­for­ma tra­ba­lhis­ta

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Foco -

De ca­mi­sa bran­ca, sem gra­va­ta e ca­sa­co de ter­no, o de­pu­ta­do fe­de­ral Jair Bol­so­na­ro (PSC-RJ) des­fe­riu ata­ques en­tre­me­a­dos por pi­a­das em en­tre­vis­ta co­le­ti­va on­tem pe­la manhã, na Fi­ergs, em Por­to Ale­gre. O pre­si­den­ciá­vel veio par­ti­ci­par da 19ª edi­ção do Trans­po­sul, even­to do se­tor de trans­por­tes.

Ape­sar de cri­ti­car o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va (PT), di­zen­do que não iria ado­tar o es­ti­lo “Lu­li­nha paz e amor”, Bol­so­na­ro se apre­sen­tou sor­ri­den­te aos jor­na­lis­tas. Cri­ti­ca­do por seus ad­ver­sá­ri­os pe­la ver­ve com que com­põe seus ar­gu­men­tos, Bol­so­na­ro busca ame­ni­zar sua fi­gu­ra, dei­xan­do-a mais light, as­sim co­mo Lu­la fi­ze­ra em 2002, qu­an­do foi elei­to pre­si­den­te pe­la pri­mei­ra vez.

Apon­ta­do co­mo pré-can­di­da­to à Pre­si­dên­cia, Bol­so­na­ro ain­da não as­su­me que pode pos­tu­lar o car­go de­vi­do às res­tri­ções da lei elei­to­ral, mas já faz pre­vi­sões so­bre um pos­sí­vel go­ver­no. Iso­la­do de seu atu­al par­ti­do e ten­do apro­va­do ape­nas qua­tro pro­je­tos de lei em seis le­gis­la­tu­ras, o de­pu­ta­do acre­di­ta na fle­xi­bi­li­da­de do Le­gis­la­ti­vo. “Acho que vai dar pa­ra ne­go­ci­ar com o Par­la­men­to. Se uma pes­soa do meu per­fil che­gar lá em 2018, a mai­o­ria dos in­te­gran­tes da Câ­ma­ra e do Se­na­do se­rão de um per­fil se­me­lhan­te ao meu”, dis­se.

Bol­so­na­ro diz que não es­tá em cam­pa­nha. Mas con­trapôs ou­tro no­me in­di­ca­do co­mo pos­sí­vel can­di­da­to, o pre­fei­to de São Pau­lo, João Do­ria Ju­ni­or ( PSDB). O tu­ca­no afir­mou na quar­ta ao “Cor­reio Bra­zi­li­en­se” que Bol­so­na­ro re­pre­sen­ta a ex­tre­ma-di­rei­ta. “Eu que­ria per­gun­tar pro João Do­ria o que é ex­tre­ma-di­rei­ta. Se é de­fen­der fa­mí­lia, eu sou ex­tre­ma-di­rei­ta. Se é pra de­fen­der o li­vre mer­ca­do, tam­bém sou”, fa­lou, de for­ma ás­pe­ra.

Em re­la­ção à po­lí­ti­ca econô­mi­ca de um pos­sí­vel go­ver­no, o de­pu­ta­do dis­se que o pre­si­den­te não pre­ci­sa en­ten­der de eco­no­mia, mas ci­tou di­ver­sas ve­zes o ter­mo “des­bu­ro­cra­ti­za­ção”. Bol­so­na­ro dis­se acre­di­tar no re­tor­no do Mi­nis­té­rio da Des­bu­ro­cra­ti­za­ção, cri­a­do em 1979 pe­lo pre­si­den­te João Fi­guei­re­do, já na fa­se fi­nal do re­gi­me mi­li­tar, num pos­sí­vel go­ver­no. O de­pu­ta­do rei­vin­di­cou a he­ran­ça dei­xa­da pe­los mi­li­ta­res. “Ti­ra as obras dos mi­li­ta- res e nós se­ri­a­mos o ter­cei­ro pi­or país da Amé­ri­ca do Sul”, dis­se.

Pos­sí­vel tro­ca de par­ti­do

Bri­ga­do com o PSC de­pois de o par­ti­do fe­char uma ali­an­ça no Ma­ra­nhão com o PC­doB, par­ti­do do go­ver­na­dor Flá­vio Di­no, Bol­so­na­ro apos­ta que seus cor­re­li­gi­o­ná­ri­os irão se­gui-lo. “Se eu mu­dar pro par­ti­do X ho­je, uns 30 vão co­mi­go”, afir­mou. Mas ain­da es­tá pre­so ao par­ti­do pre­si­di­do pe­lo pas­tor Eve­ral­do Pe­rei­ra. “Eu não pos­so sair do par­ti­do. Se eu sair, eu per­co meu man­da­to. Pa­ra on­de vou, não sei”.

So­bre a cri­se po­lí­ti­ca, Bol­so­na­ro co­men­tou que o país es­tá no li­mi­ar da cor­rup­ção. “O Bra­sil che­gou a uma si­tu­a­ção em que não há mais o que ser rou­ba­do”. Mas quer elei­ções in­di­re­tas ca­so o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer (PMDB) se­ja afas­ta­do. E se­gue o go­ver­no ao de­fen­der a re­for­ma tra­ba­lhis­ta. “A re­for­ma tra­ba­lhis­ta tem que acon­te­cer. O que tem que va­ler é o acor­do fir­ma­do en­tre o em­pre­ga­do, pa­trão e sin­di­ca­to”, ana­li­sou.

O de­pu­ta­do tam­bém diz que é con­tra a lei da imi­gra­ção: “Tem que ter res­tri­ção. Vai en­trar gen­te que não pres­ta”, dis­se ele. Per­gun­ta­do so­bre sua se­me­lhan­ça com o pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos, Do­nald Trump, lar­gou uma pi­a­da: “Sou mais ri­co do que ele”, ge­ran­do gar­ga­lha­da do pú­bli­co. E con­cluiu sua fa­la com um bor­dão. “Bra­sil aci­ma de tu­do, Deus aci­ma de to­dos!”, fi­na­li­zou um Bol­so­na­ro mais light, mas ain­da as­ser­ti­vo.

| JO­SÉ LUIZ RO­CHA/DI­VUL­GA­ÇÃO

Bol­so­na­ro ain­da não as­su­me pré- can­di­da­tu­ra a pre­si­dên­cia, mas já ide­a­li­za pos­sí­vel go­ver­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.