‘Au­to­bi­o­gra­fia au­to­ri­za­da’

Te­a­tro. Fa­mo­so pe­las no­ve­las, ator Pau­lo Bet­ti es­cre­veu, pro­ta­go­ni­za e di­ri­ge es­pe­tá­cu­lo em que con­ta sua inu­si­ta­da his­tó­ria de su­pe­ra­ção da ro­ça à ci­da­de. Apre­sen­ta­ções são ama­nhã e do­min­go no The­a­tro São Pedro

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Cultura -

Pau­lo Bet­ti es­tá no cen­tro de “Au­to­bi­o­gra­fia au­to­ri­za­da”. E tam­bém por trás do pal­co. O ator es­cre­veu, pro­ta­go­ni­za e di­ri­ge – com Rafael Pon­zi – a pe­ça em que re­lem­bra sua tra­je­tó­ria de 40 anos de car­rei­ra. As apre­sen­ta­ções são sá­ba­do, às 21h, e do­min­go, às 18h, no The­a­tro São Pedro. Ele se apre­sen­ta­ria tam­bém ho­je, mas aca­bou can­ce­lan­do pe­la gre­ve ge­ral pro­gra­ma­da pe­las cen­trais sin­di­cais (leia na pá­gi­na 02). Qu­em ad­qui­riu in­gres­so pa­ra sex­ta pode tro­car pa­ra ou­tro dia ou ter o di­nhei­ro re­em­bol­sa­do.

A tur­nê do es­pe­tá­cu­lo faz par­te do projeto Vi­vo En­Ce­na. Su­ces­so de crí­ti­ca, o es­pe­tá­cu­lo foi in­di­ca­do pa­ra o prê­mio Shell de me­lhor tex­to. Com hu­mor, po­e­sia e dor, Pau­lo mer­gu­lha na vi­da de seus pais e avós e emer- ge com uma pe­ça edi­fi­can­te que re­a­fir­ma a im­por­tân­cia do en­si­no pú­bli­co e do tra­ba­lho so­ci­al pa­ra a va­lo­ri­za­ção do ser hu­ma­no.

Cons­truí­do pe­lo pró­prio ar­tis­ta, que se ins­pi­rou nos tex­tos es­cri­tos em gran­des blo­cos du­ran­te a ado­les­cên­cia, on­de tam­bém fa­zia co­la­gens de fa­tos da épo­ca, o es­pe­tá­cu­lo tam­bém é ins­pi­ra­do nos ar­ti­gos se­ma­nais re­di­gi­dos por qua­se trin­ta anos pa­ra o “Jor­nal Cru­zei­ro do Sul”, de So­ro­ca­ba (SP), on­de foi cri­a­do.

A pe­ça é ins­pi­ra­da pe­la inu­si­ta­da his­tó­ria de su­pe­ra­ção de Pau­lo, que per­cor­re o tra­je­to riquís­si­mo da ro­ça à ci­da­de, con­tan­do um pou­co da his­to­ria da imi­gra­ção Ita­li­a­na no Bra­sil. Atu­al­men­te com 64 anos, ele saiu do mun­do ru­ral on­de o avô, um imi­gran­te ita­li­a­no, tra- ba­lha­va pa­ra um fa­zen­dei­ro ne­gro. Fi­lho de uma cam­po­ne­sa anal­fa­be­ta, que mu­dou pa­ra a ci­da­de on­de foi em­pre­ga­da, mãe de 15 fi­lhos (Pau­lo é o dé­ci­mo quin­to, tem­po­rão, dez anos de di­fe­ren­ça de seu ir­mão mais novo). Seu pai era es­qui­zo­frê­ni­co. Ape­sar dis­so, es­tu­dou em bo­as es­co­las, cur­sou um Gi­ná­sio In­dus­tri­al em tem­po in­te­gral, se for­mou pe­la Es­co­la de Ar­te Dra­má­ti­ca da USP e foi pro­fes­sor na Uni­camp.

O tes­te­mu­nho do ator, au­tor e di­re­tor, que vai re­pre­sen­tar pai, mãe, avó e mui­tos ou­tros per­so­na­gens da pró­pria vi­da, le­va­rá ao pú­bli­co uma pe­ça di­ver­ti­da e emo­ci­o­nan­te.

Os in­gres­sos cus­tam en­tre R$ 15 e R$ 80. In­for­ma­ções no si­te www.te­a­tro­sa­o­pe­dro. com.br

| MAU­RO KHOURI/DI­VUL­GA­ÇÃO

Em ce­na, astro re­vê sua tra­je­tó­ria

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.