Pré­via da in­fla­ção ofi­ci­al em 12 me­ses é a me­nor des­de 1998

Metro Brazil (Porto Alegre) - - Economia -

O IPCA-15, pré­via da in­fla­ção ofi­ci­al, su­biu 0,11% em se­tem­bro, após al­ta de 0,35% em agos­to. É o pa­ta­mar mais bai­xo pa­ra o mês des­de 2006 (0,05%), se­gun­do o IBGE.

Em 12 me­ses, a al­ta acu­mu­la­da che­gou a 2,56%, me­nor ní­vel pa­ra se­tem­bro des­de 1998 (2,45%). O in­di­ca­dor foi ain­da mais abai­xo do pi­so da me­ta ofi­ci­al des­te ano, que é de 4,5% pe­lo IPCA, com mar­gem de 1,5 pon­to per­cen­tu­al pa­ra mais ou pa­ra me­nos.

Se a in­fla­ção fi­car abai­xo de 3%, o Ban­co Cen­tral pre­ci­sa­rá jus­ti­fi­car for­mal­men­te as ra­zões que le­va­ram o ín­di­ce a fi­car fo­ra da mar­gem de to­le­rân­cia. O BC des­cum­priu seu ob­je­ti­vo três ve­zes des­de a ado­ção do re­gi­me de me­tas em 1999, mas nes­ses ca­sos a in­fla­ção fi­cou aci­ma do al­vo.

“Se ocor­rer [o des­cum­pri­men­to da me­ta], o re­gi­me pres­cre­ve is­so, e fa­re­mos com se­re­ni­da­de”, dis­se o di­re­tor de Po­lí­ti­ca Econô­mi­ca do BC, Car­los Vi­a­na. Em re­la­tó­rio, a au­to­ri­da­de mo­ne­tá­ria pas­sou a ver al­ta do IPCA de 3,2% em 2017 e de 4,3% em 2018, abai­xo dos pa­ta­ma­res de 3,3% e 4,4% vis­tos an­te­ri­or­men­te.

Em se­tem­bro, o gru­po Ali­men­ta­ção e Be­bi­das re­gis­trou que­da de 0,94%. Por ou­tro la­do, Trans­por­tes te­ve o mai­or im­pac­to de al­ta ao su­bir 1,25%, com um avan­ço de 3,43% dos com­bus­tí­veis. As pas­sa­gens aé­re­as su­bi­ram 21,3%. O gru­po, en­tre­tan­to, te­ve de­sa­ce­le­ra­ção an­te a al­ta de 1,35% em agos­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.