Ca­bral vi­ra réu em 12a ação da La­va Ja­to Ex-go­ver­na­dor é acu­sa­do de re­ce­ber pro­pi­na em con­tra­to de me­ren­da

Metro Brazil (Rio) - - FRONT PAGE -

O ex-go­ver­na­dor Sér­gio Ca­bral (PMDB) foi de­nun­ci­a­do mais uma vez pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral (MPF), on­tem. Ago­ra, ele é acu­sa­do de cor­rup­ção pas­si­va por re­ce­ber R$ 16,7 mi­lhões em pro­pi­na, di­nhei­ro des­vi­a­do de con­tra­tos com o Es­ta­do, a mai­o­ria de ali­men­ta­ção, co­mo quen­ti­nhas pa­ra es­co­las e pre­sí­di­os.

Co­mo o juiz Mar­ce­lo Bre­tas, da 7a Va­ra Fe­de­ral Cri­mi­nal do Rio, acei­tou a de­nún­cia on­tem mes­mo, Ca­bral se tor­nou réu pe­la 12a vez. Ele res­pon­de a ou­tros 10 pro­ces­sos no Rio e já foi con­de­na­do a 14 anos e dois me­ses de pri­são pe­lo juiz Sér­gio Mo­ro, na ação que es­ta­va em Cu­ri­ti­ba – ele po­de re­cor­rer em 2a ins­tân­cia.

Tam­bém de­nun­ci­a­dos, o em­pre­sá­rio Mar­co de Lu­ca, Car­los Mi­ran­da e Car­los Be­zer­ra, apon­ta­dos co­mo ope­ra­do­res fi­nan­cei­ros de Ca­bral, vi­ra­ram réus. O pri­mei­ro, li­ga­do a du­as em­pre­sas que eram as mai­o­res for­ne­ce­do­ras do Es­ta­do, vai res­pon­der por cor­rup­ção ati­va e or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa, e os ope­ra­do­res, por cor­rup­ção pas­si­va.

Se­gun­do o MPF, 82 pa­ga­men­tos men­sais de Mar­co aos ope­ra­do­res, de R$ 200 mil, fo­ram con­ta­bi­li­za­dos de 2007 a 2016. Pa­ra os pro­cu­ra­do-

“Cui­da­va das con­tas des­de 2000, quan­do ele [Ca­bral] ti­nha US$ 2 mi­lhões nos EUA. Quan­do se tor­nou go­ver­na­dor, o di­nhei­ro au­men­tou mui­to.” RE­NA­TO CHE­BAR, DO­LEI­RO E DE­LA­TOR

res, “a con­ti­nui­da­de dos pa­ga­men­tos até a pri­são de Ca­bral, mes­mo após ter dei­xa­do o car­go, de­mons­tra a in­fluên­cia po­lí­ti­ca que ele ain­da exer­cia so­bre a ad­mi­nis­tra­ção.”

De­poi­men­to do­lei­ro

Um dos do­lei­ros res­pon­sá­veis pe­las con­tas de Ca­bral no ex­te­ri­or, Re­na­to Che­bar afir­mou a Bre­tas, em de­poi­men­to on­tem, que o es­que­ma che­fi­a­do pe­lo ex-go­ver­na­dor era mai­or do que ele e o ir­mão, o tam­bém do­lei­ro Mar­ce­lo, ima­gi­na­vam. Ele dis­se que Ca­bral não de­mons­tra­va ver­go­nha: “Era um ne­gó­cio. A gen­te era o co­fre, pa­ga­va con­tas de­le.”

Re­na­to con­fir­mou o con­teú­do da de­la­ção, que le­vou à pri­são do em­pre­sá­rio Ei­ke Ba­tis­ta, e dis­se que Ca­bral acu­mu­lou cer­ca de US$ 100 mi­lhões em con­tas no ex­te­ri­or, sen­do US$ 16,5 mi­lhões pa­gos pe­lo ex-bi­li­o­ná­rio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.