Pai­nel de Por­ti­na­ri vai pa­ra o MAM após 60 anos em co­le­ção par­ti­cu­lar

Metro Brazil (Rio) - - CULTURA -

A pin­tu­ra so­bre ma­dei­ra le­va os in­con­fun­dí­veis tra­ços de Can­di­do Por­ti­na­ri (19031962). O pai­nel “Bo­das de Ca­ná” re­tra­ta o epi­só­dio bí­bli­co em que Je­sus Cris­to faz o mi­la­gre da trans­for­ma­ção de água em vi­nho. Fal­tan­do dois di­as pa­ra a aber­tu­ra ao pú­bli­co, res­tau­ra­do­res fi­ze­ram on­tem os úl­ti­mos ajus­tes e co­lo­ca­ram a mol­du­ra na obra. O pai­nel de 4 m X 1,70 m foi fei­to sob a en­co­men­da de San Ti­a­go Dan­tas, es­cri­tor, ju­ris­ta e ami­go pes­so­al de Por­ti­na­ri. Fo­ram dois anos de tra­ba­lho até que a obra fi­cas­se pron­ta, em 1957.

Com a mor­te de San Ti­a­go Dan­tas, em 1964, a viú­va se mu­dou pa­ra um apar­ta­men­to na La­goa e le­vou com ela o pai­nel de Por­ti­na­ri, que fi­cou pen­du­ra­do na pa­re­de até o úl­ti­mo mês de maio. A do­a­ção da pin­tu­ra ao Mu­seu de Ar­te Mo­der­na foi de­ter­mi­na­da no tes­ta­men­to da viú­va, que mor­reu em 2010.

“O San Ti­a­go ti­nha um vín­cu­lo mui­to for­te com o MAM, ele foi um dos fun­da­do­res, foi pre­si­den­te in­te­ri­no nu­ma épo­ca... E é um mu­seu de ar­te mo­der­na e es­sa é uma pe­ça de ar­te mo­der­na re­le­van­te, en­tão é na­tu­ral que ele es­co­lhes­se o MAM pa­ra is­so”, ex­pli­ca Fran­cis­co San Ti­a­go, so­bri­nho de San Ti­a­go Dan­tas.

A re­ti­ra­da pe­la ja­ne­la e a res­tau­ra­ção do pai­nel fo­ram fi­nan­ci­a­das por um ban­co ame­ri­ca­no. Um tra­ba­lho mi­nu­ci­o­so foi re­a­li­za­do du­ran­te qua­tro me­ses. A pin­tu­ra se jun­ta ago­ra a ou­tras 10 de Por­ti­na­ri no acer­vo do mu­seu e se­rá ex­pos­ta a par­tir de quin­ta-fei­ra.

“Co­mo ele foi ao lon­go dos anos 30, 40 e até os anos 50, qua­se que o ar­tis­ta ofi­ci­al bra­si­lei­ro, ele atrai mui­ta crí­ti­ca e mui­to in­te­res­se tam­bém. E é ló­gi­co que o Mu­seu de Ar­te Mo­der­na não po­de dei­xar de ter uma boa re­pre­sen­ta­ção do Por­ti­na­ri”, diz Fer­nan­do Coc­chi­a­ra­le, cu­ra­dor do MAM.

Ou­tro so­bri­nho do ami­go pes­so­al do ar­tis­ta tam­bém acre­di­ta que o lu­gar do pai- nel é mes­mo no MAM. “Eu fi­co mui­to sa­tis­fei­to de ver es­sa obra se tor­nar pú­bli­ca, por­que era uma pe­na ela fi­car guar­da­da na ca­sa de uma pes­soa”, diz Fe­li­pe San Ti­a­go.

| REPRODUÇÃO/BAND

O pai­nel ‘Bo­das de Ca­ná’ re­tra­ta o mi­la­gre da trans­for­ma­ção de água em vi­nho e foi pin­ta­do em 1957

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.