Se­cre­tá­ria de Ca­bral de­põe; ele já é réu em 16 ações

Metro Brazil (Rio) - - FOCO -

No mes­mo dia em que Sér­gio Ca­bral vi­rou réu pe­la 16a vez, ago­ra por con­ta das in­ves­ti­ga­ções so­bre cor­rup­ção na Olim­pía­da, pres­ta­ram de­poi­men­tos on­tem ao juiz Mar­ce­lo Bre­tas, da 7ª Va­ra Fe­de­ral Cri­mi­nal do Rio, três ex-fun­ci­o­ná­ri­os do ex-go­ver­na­dor e de ou­tros de­nun­ci­a­dos. Eles fa­la­ram so­bre pa­ga­men­tos, apa­ren­te­men­te sem pres­ta­ção de ser­vi­ços, a Sur­vey Mar e Ser­vi­ços Lt­da e o uso de seus no­mes co­mo “la­ran­ja” na pro­pri­e­da­de de em­pre­sas.

O inqué­ri­to in­ves­ti­ga su­pos­to es­que­ma de la­va­gem de dinheiro por meio de em­pre­sas de fa­cha­da pa­ra dar apa­rên­cia de le­ga­li­da­de a dinheiro de pro­pi­na. Os acu­sa­dos são o ex-go­ver­na­dor Sér­gio Ca­bral, o do­no da FW Engenharia, Flá­vio Wer­neck; o con­ta­dor da FW, Al­ber­to Con­de; a ex-mu­lher de Sér­gio Ca­bral, Su­sa­na Ne­ves; o ir­mão do ex-go­ver­na­dor, Mau­rí­cio Ca­bral; e Car­los Mi­ran­da, um dos en­vol­vi­dos, que não ocu­pa­va car­go no governo.

A ex-se­cre­tá­ria de Ca­bral, Sonia Fer­rei­ra Baptista, dis­se que se re­por­ta­va a Mi­ran­da, que or­de­na­va pa­ga­men­tos, in­clu­si­ve pa­ra a ex-mu­lher de Ca­bral: “Quan­do que­bra­va um car­ro, eu cui­da­va de pa­gar a fran­quia do se­gu­ro. Eu en­tre­ga­va dinheiro a ela (Su­sa­na Ne­ves) e ela pa­ga­va, dinheiro que eu pe­ga­va com Car­los Mi­ran­da”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.