CO­ZI­NHA RE­NO­VA­DA,

Metro Brazil (Santos) - - DECORAÇÃO -

1. AÇO INO­XI­DÁ­VEL

Es­sa é pa­ra usar to­dos os di­as, pa­ra qua­se to­dos os ti­pos de pre­pa­ra­ção, a pa­ne­la de inox fi­ca ain­da mais se­gu­ra com al­guns cui­da­dos. Quan­do no­vas, o ide­al é pas­sá-las por fer­vu­ra três ou qua­tro ve­zes an­tes de usar, o que evi­ta a li­be­ra­ção de ní­quel.

3. CE­R­MI­CA

Es­te é o ti­po de pa­ne­la mais se­gu­ro, em ter­mos de trans­fe­rên­cia de me­tais. Mas, se­gun­do a nu­tri­ci­o­nis­ta, o ide­al é pre­fe­rir as in­dus­tri­a­li­za­das às ar­te­sa­nais. Ou­tra di­ca é man­ter olho vi­vo na pa­ne­la pa­ra evi­tar que al­go queime.

5. ESMALTADA

Além de exi­gir ha­bi­li­da­de no pre­pa­ro pa­ra não quei­mar os ali­men­tos, Daf­ne aler­ta: “Não se de­ve usar as pa­ne­las an­ti­gas, fei­tas an­tes de 1985, por con­te­rem me­tais tó­xi­cos.”

6. FER­RO

“Após a la­va­gem, ela de­ve se­car sob a cha­ma do fo­gão”, en­si­na Daf­ne Oli­vei­ra. In­di­ca­da pa­ra o pre­pa­ro de ar­roz, so­pas e car­nes, tem boa ma­nu­ten­ção de ca­lor. De­ve- se evi­tar ape­nas a coc­ção de ali­men­tos co­mo to­ma­te, ge­lei­as e fei­jões, que, pe­la aci­dez, fa­vo­re­cem a li­be­ra­ção de fer­ro.

7. PE­DRA SA­BÃO

Pa­ne­las de al­ta du­ra­bi­li­da­de, são das mais an­ti­gas da his­tó­ria. Têm a qua­li­da­de de não al­te­rar o sa­bor do ali­men­to, mas de­ve-se to­mar o cui­da­do de não guar­dar co­mi­da den­tro des­te re­ci­pi­en­te. Uma di­ca pa­ra pe­ças no­vas é un­tá-las com óleo por den­tro e por fo­ra, en­cher de água e le­var ao fo­go por du­as ho­ras.

8. RE­VES­TI­MEN­TO AN­TI­A­DE­REN­TE

“Es­sa pa­ne­la ser­ve pa­ra fer­ver água e co­zi­nhar ve­ge­tais, mas de­ve- se evi­tar fri­tu­ras e o pre­pa­ro de pro­teí­nas que exi­gem al­tas tem­pe­ra­tu­ras e um lon­go tem­po pa­ra fi­ca­rem pron­tas. Ela tam­bém nun­ca de­ve ir ao fo­go va­zia, pois is­so quei­ma o re­ves­ti­men­to”, en­si­na a nu­tri­ci­o­nis­ta.

9. VI­DRO

“Além de bo­ni­tas são mui­to se­gu­ras e ser­vem pa­ra guar­dar os ali­men­tos de­pois de pron­tos”, afir­ma a nu­tri­ci­o­nis­ta. No en­tan­to, Daf­ne lem­bra que são mui­to frá­geis e ade­ren­tes, o que exi­ge mais cui­da­do pa­ra não gru­dar o ali­men­to.

2. ALU­MÍ­NIO

Pa­ne­la bri­lhan­do é mo­ti­vo de or­gu­lho, mas quan­do se fa­la de alu­mí­nio, as man­chas es­cu­ras no in­te­ri­or ser­vem co­mo pro­te­to­ras da li­be­ra­ção da subs­tân­cia Ou­tra di­ca é dei­xar a coc­ção de bró­co­lis, cou­ve e es­pi­na­fre pa­ra ou­tra pa­ne­la.

4. CO­BRE

Além de lin­das pe­ças de­co­ra­ti­vas, as pa­ne­las de co­bres são mui­to bo­as pa­ra fa­zer do­ces. Mas se vo­cê for da­que­las que faz com­po­tas e co­ca­das to­da se­ma­na, cui­da­do, por­que ela li­be­ra co­bre.

5

6

8

9

7

3

2

4

1

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.