CLÁU­DIO HUM­BER­TO

Metro Brazil (Sao Paulo) - - BRASIL - CLAU­DIO.HUM­BER­TO @METROJORNAL.COM.BR

ESPIÕES CUBANOS TE­RÃO DE ABAN­DO­NAR O BRA­SIL. Lo­go após a pos­se do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, em ja­nei­ro, o go­ver­no te­rá de en­fren­tar um pro­ble­ma sim­bó­li­co: a re­ti­ra­da ime­di­a­ta, tal­vez me­di­an­te ex­pul­são, de cen­te­nas de espiões cubanos, em sua mai­o­ria, e tam­bém ve­ne­zu­e­la­nos ins­ta­la­dos no Bra­sil du­ran­te os go­ver­nos Lu­la e Dil­ma. A mai­or par­te dos “agen­tes de in­te­li­gên­cia” de Cu­ba che­gou ao Bra­sil em meio aos 10 mil cubanos do pro­gra­ma “Mais Mé­di­cos”. A di­ta­du­ra usa seus mé­di­cos e tam­bém os agen­tes co­mo mer­ca­do­ri­as.

SOBERANIA NO LI­XO. Ad­mi­ra­do­ra da efi­ci­ên­cia dos espiões cubanos, Dil­ma propôs “acor­do de co­o­pe­ra­ção” com a di­ta­du­ra na área de “in­te­li­gên­cia”, mas re­cu­ou.

AS­SUN­TO INA­DIÁ­VEL. O ge­ne­ral Augusto He­le­no, a quem a Agên­cia Bra­si­lei­ra de In­te­li­gên­cia fi­ca­rá su­bor­di­na­da, ad­mi­tiu ter to­ma­do co­nhe­ci­men­to in­for­mal do te­ma.

PA­DRÃO DI­TA­DU­RA. A se­gu­ran­ça pes­so­al do di­ta­dor Ni­co­lás Ma­du­ro e o ser­vi­ço se­cre­to da Venezuela es­tão a car­go de cubanos, con­si­de­ra­dos mui­to vi­o­len­tos.

NO DF, IBA­NEIS MAN­TÉM AD­VER­SÁ­RIO NO CAR­GO. Ati­tu­de in­co­mum em po­lí­ti­ca foi ado­ta­da nes­ta quar­ta-fei­ra (7) pe­lo go­ver­na­dor do Dis­tri­to Fe­de­ral, Iba­neis Ro­cha (MDB): ele con­vi­dou a per­ma­ne­cer no car­go um dos mais im­por­tan­tes in­te­gran­tes do go­ver­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.