Lon­dri­na tem 21 mil anal­fa­be­tos

Não sa­ber nem ler e nem es­cre­ver é re­a­li­da­de de mais de 20 mil pes­so­as na ci­da­de; Se­cre­ta­ria de Edu­ca­ção ofe­re­ce pro­pos­tas di­fe­ren­ci­a­das pa­ra atrair alu­nos

NOSSODIA - - Primeira Página - (Wal­ki­ria Vi­ei­ra/NOSSODIA)

Da­dos do úl­ti­mo cen­so di­vul­ga­do pe­lo Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca (IBGE) mos­tram que Lon­dri­na con­ta com mais de 21 mil pes­so­as que não sa­bem ler e es­cre­ver. Ain­da de acor­do com a pes­qui­sa, o nú­me­ro de ma­tri­cu­la­dos nos cur­sos de Edu­ca­ção pa­ra Jo­vens e Adul­tos (EJA) é bai­xo. A Co­or­de­na­do­ra da EJA, Dé­bo­rah Flo­ra Bar­bo­sa, ex­pli­ca que ho­je são 532 edu­can­dos ma­tri­cu­la­dos do 1º ao 5ºa­no. Po­de­mos ab­sor­ver to­do es­se nú­me­ro, os mais de 21 mil”, afir­ma. Bar­bo­sa con­si­de­ra que o nú­me­ro con­si­de­ra­do alar­man­te se de­ve a fa­to­res co­mo o au­men­to de as- sen­ta­men­tos, ocu­pa­ções, o au­men­to das cons­tru­ções e o mo­vi­men­to mi­gra­tó­rio. “Pro­pu­se­mos um es­tu­do di­fe­ren­ci­a­do com 19 pro­je­tos pe­da­gó­gi­cos em que os alu­nos par­ti­ci­pam do pro­ces­so que vai além da al­fa­be­ti­za­ção bá­si­ca pa­ra as cri­an­ças, por exem­plo. É uma al­fa­be­ti­za­ção vol­ta­da pa­ra a ci­da­da­nia, pa­ra o mer­ca­do de tra­ba­lho, o la­zer e saú­de. Al­guns es­tão em bus­ca da pri­mei­ra car­tei­ra de ha­bi­li­ta­ção. Por is­so, há cin­co es­co­las tra­ba­lhan­do jun­tas as es­pe­ci­fi­da­des da le­gis­la­ção de trân­si­to den­tro do pro­ces­so e al­fa­be­ti­za­ção.” Se­gun­do a se­cre­tá­ria de Edu­ca­ção de Lon­dri­na, Ma­ria Te­re­za Pas­cho­al de Mo­ra­es, o ín­di­ce de eva­são é pe­que­no. “Os que in­gres­sam gos­tam e fi­cam gra­ças ao fa­to de es­pe­ci­fi­ci­da­de de ca­da edu­can­do ser tra­ba­lha­da”, ga­ran­te.

Wal­ki­ria Vi­ei­ra

Só de­pois dos 30 anos, Lu­zia ma­cha­do, 73 anos con­quis­tou a lei­tu­ra: “Mu­da tu­do”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.