NE­GÓ­CIO MA­DU­RO

NOSSODIA - - Nossodiaadia - ( W.V.)

es­se as­sun­to ain­da nem era dis­cu­ti­do, as en­fer­mei­ras Marly Bi­li­bio e Fá­ti­ma Frei­tas, as­su­mi­ram um es­pa­ço es­pe­ci­a­li­za­do em cui­da­dos com pes­so­as na ter­cei­ra ida­de. “Foi 25 anos atrás. A clí­ni­ca fun­ci­o­na­va há cin­co e o pro­pri­e­tá­rio ini­ci­al se des­li­gou, de­ci­di­mos to­mar a fren­te e es­ta­mos aqui”. Com ser­vi­ços de hos­pe­da­gem per­ma­nen­te, tem­po­rá­ria, diá­ria e cre­che pa­ra ido­sos, o Cen­tro de Apoio Ge­riá­tri­co vai além dos cui­da­dos pes­so­ais e de en­fer­ma­gem co­mo fisioterapia, es­tí­mu­los cog­ni­ti­vos, re­cre­a­ção e aten­di­men­to psi­co­ló­gi­co. Em re­cen­te tar­de, uma ses­são de ci­ne­ma com um fil­me de Ma­za­ro­pi ser­viu de di­ver­são. “Além da pi­po­ca, é cla­ro, a di­ver­são ga­nha es­pa­ço pa­ra um ba­te­pa­po e por meio da equi­pe de Psi­co­lo­gia, são dis­cu­ti­das ce­nas do fil­me e as vi­vên­ci­as de ca­da ido­so.” De acor­do com Marly Bi­li­bio, a mo­da­li­da­de cre­che, em que o ido­so pas­sa um pe­río­do do dia no cen­tro de apoio e re­tor­na pa­ra ca­sa é uma al­ter­na­ti­va pa­ra mu­tas fa­mí­li­as. “Não há ho­rá­rio fi­xo pa­ra en­trar e é um for­ma­to in­te­res­san­te, pois per­mi­te man­ter o vín­cu­lo jun­to ao seio da fa­mí­lia – ao mes­mo tem­po em que es­ta não tem dis­po­ni­bi­li­da­de de es­tar o dia to­do com o ido­so por­que tra­ba­lha ou não se sen­te seguro de dei­xar o en­te com ou­tra pes­soa e op­ta por um lo­cal seguro e com pro­fis­si­o­nais es­pe­ci­a­li­za­dos”, ex­pli­ca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.