Pa­ra­da LGBT atrai 5 mil pes­so­as

Par­ti­ci­pan­tes cha­ma­ram a aten­ção da so­ci­e­da­de pa­ra a im­por­tân­cia do res­pei­to à di­ver­si­da­de

NOSSODIA - - Primeira Página - (Si­mo­ni Sa­ris/Gru­po Fo­lha)

A 1ª Pa­ra­da Cul­tu­ral LGBT de Lon­dri­na trans­for­mou as ru­as cen­trais da ci­da­de em uma gran­de fes­ta nes­te do­min­go (3) pa­ra cha­mar a aten­ção da so­ci­e­da­de so­bre a im­por­tân­cia do res­pei­to à di­ver­si­da­de. Cer­ca de cin­co mil gays, lés­bi­cas, bis­se­xu­ais, trans­gê­ne­ros, tra­ves­tis, tran­se­xu­ais e sim­pa­ti­zan­tes se reu­ni­ram pa­ra dan­çar, can­tar e se di­ver­tir, sem­pre re­for­çan­do o te­ma “Que nos­so amor se­ja mai­or que o teu me­do de amar”. “Nós que­re­mos mos­trar que exis­ti­mos e es­ta­mos aqui pa­ra dis­tri­buir amor, mos­tran­do o que te­mos de me­lhor em nós, que é nos­so amor e nos­sa sen­si­bi­li­da­de”, dis­se a drag que­en Me­lis­sa Star, apre­sen­ta­do­ra do even­to.

Uma das or­ga­ni­za­do­ras do even­to, ide­a­li­za­do pe­lo Mo­vi­men­to Cons­tru­ção, Po­li­a­na San­tos, des­ta­cou a im­por­tân­cia de se ter uma for­ça de re­sis­tên­cia em um mo­men­to em que a so­ci­e­da­de en­fren­ta tan­tos re­tro­ces­sos. “A gen­te vi­ve um mo­men­to atu­al não só no País e em Lon­dri­na, mas tam­bém no mun­do, em que o con­ser­va­do­ris­mo, a in­to­le­rân­cia têm se fei­to mui­to pre­sen­te e es­sa pa­ra­da, por exem­plo, é um mo­vi­men­to de re­sis­tên­cia, de di­zer que so­mos plu­rais, com­ple­ta­men­te di­fe­ren­tes uns dos ou­tros, mas po­de­mos vi­ver em so­ci­e­da­de”, dis­se.

En­quan­to os ma­ni­fes­tan­tes se aglo­me­ra­vam em tor­no do trio elé­tri­co que co­man­dou a pa­ra­da, co­bran­do mais res­pei­to e to­le­rân­cia, do al­to de al­guns pré­di­os do Cal­ça- dão mo­ra­do­res ar­re­mes­sa­vam água, cas­cas de ba­na­na e ovos. O pú­bli­co, no en­tan­to, de­ci­diu re­vi­dar com bom hu­mor e pe­diu que os ovos fos­sem fri­tos an­tes de se­rem ati­ra­dos das ja­ne­las.

Aos in­to­le­ran­tes, a pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Mães pe­la Di­ver­si­da­de, de Ma­rin­gá (No­ro­es­te), Mar­got Jung, fez ques­tão de lem­brar que os LGBTs têm pais e mães e que é pre­ci­so que ha­ja um for­ta­le­ci­men­to dos fa­mi­li­a­res de gays, lés­bi­cas e trans­gê­ne­ros pa­ra que co­la­bo­rem no en­fren­ta­men­to do pre­con­cei­to, da re­pres­são e da vi­o­lên­cia pra­ti­ca­da por quem não acei­ta e não con­se­gue con­vi­ver com a ori­en­ta­ção se­xu­al do ou­tro. “Te­mos que apoi­ar nos­sos fi­lhos e fi­lhas pa­ra mos­trar que exis­ti­mos e pre­ci­sa­mos ter di­rei­tos iguais aos de to­das as ou­tras pes­so­as, já que te­mos os mes­mos de­ve­res.”

Ri­car­do Chi­ca­rel­li

Even­to atraiu par­ti­ci­pan­tes de ou­tras re­giões do Pa­ra­ná e tam­bém do in­te­ri­or de São Pau­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.