Ca­deia de Ibi­po­rã ti­nha 95 ce­lu­la­res

Su­per­lo­ta­ção e pre­ca­ri­e­da­de do pré­dio pú­bli­co de Ibi­po­rã con­tri­bui com o aces­so de ce­lu­la­res, prin­ci­pal fer­ra­men­ta de co­mu­ni­ca­ção dos in­ter­nos com o mun­do

NOSSODIA - - Primeira Página -

A ope­ra­ção “pen­te fi­no” deu um du­ro gol­pe na cri­mi­na­li­da­de de Ibi­po­rã. Prin­ci­pal fer­ra­men­ta de co­mu­ni­ca­ção pa­ra quem vi­ve atrás das gra­des, qua­se 100 ce­lu­la­res fo­ram apre­en­di­dos no in­te­ri­or da ca­deia pú­bli­ca, um ane­xo da de­le­ga­cia do mu­ni­cí­pio, no iní­cio des­ta se­ma­na. Dro­gas e ou­tros ob­je­tos tam­bém fo­ram re­co­lhi­dos com o apoio dos agen­tes do SOE (Se­ção de Ope­ra­ções Es­pe­ci­ais), do De­par­ta­men­to de Exe­cu­ção Pe­nal do Pa­ra­ná (De­pen).

A De­le­ga­cia de Ibi­po­rã tem ca­pa­ci­da­de pa­ra ape­nas 35 pre­sos, mas en­con­tra-se com 155. A su­per­lo­ta­ção se­ria só mais um dos pro­ble­mas en­fren­ta­dos pe­los po­li­ci­ais ci­vis e agen­tes de ca­deia que tra­ba­lham no lo­cal. “Um ou­tro se­ria a pró­xi­mi­da­de da ca­deia com a rua, o que fa­ci­li­ta a aproximação das pes­so­as. Mui­tos dos apa­re­lhos ce­lu­la­res são ar­re­mes­sa­dos por ci­ma da car­ce­ra­gem. Pa­ra pi­o­rar, o so­lá­rio ain­da fi­ca de fren­te pa­ra a rua, fa­ci­li­tan­do o aces­so. Al­guns ce­lu­la­res ain­da fi­cam en­ros­ca­dos nas te­las do so­lá­rio, po­rém os pró­pri­os pre­sos usam va­ras pa­ra res­ga­tá-los”, con­ta o de­le­ga­do de Ibi­po­rã, Vi­tor Dutra de Oli­vei­ra, acres­cen­tan­do que a par­te dos ob­je­tos e dro­gas tam­bém en­tra na ca­deia jun­to aos vi­si­tan­tes.

Divulgação

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.