Co­o­pe­ra­ti­va de re­ci­cla­gem co­me­mo­ra 8 anos

En­ti­da­de reú­ne 151 tra­ba­lha­do­res que, por meio da co­le­ta se­le­ti­va, con­se­gui­ram uma vi­da dig­na

NOSSODIA - - Primeira Página -

Ca­fé da ma­nhã es­pe­ci­al, dia de be­le­za, pa­les­tras e mas­so­te­ra­pia mar­ca­ram a se­ma­na de co­me­mo­ra­ções do ani­ver­sá­rio de oi­to anos da Co­o­per Re­gião, a pri­mei­ra co­o­pe­ra­ti­va de re­ci­cla­gem de Lon­dri­na. A en­ti­da­de reú­ne 151 tra­ba­lha­do­res que re­a­li­zam des­de a co­le­ta se­le­ti­va nas ca­sas dos lon­dri­nen­ses até a ven­da e cor­re­ta des­ti­na­ção dos pro­du­tos. O pre­si­den­te Za­queo Vi­ei­ra ga­ran­te que há mui­tos mo­ti­vos pa­ra co­me­mo­rar. An­tes dos “ca­ta­do­res” se or­ga­ni­za­rem, eles tra­ba­lha­vam sem mui­ta es­tru­tu­ra nos fun­dos de va­le da cidade, vi­ven­do do que ga­nha­vam no dia, sem be­ne­fí­ci­os tra­ba­lhis­tas e se­gu­ran­ça no tra­ba­lho. Em 2009, quan­do a pre­fei­tu­ra pro­mul­gou um de­cre­to de­ter­mi­nan­do que a co­le­ta se­le­ti­va fos­se fei­ta por co­o­pe­ra­ti­vas, 12 as­so­ci­a­ções que atu­a­vam no mu­ni­cí­pio se uni­ram e cri­a­ram a Co­o­per Re­gião.

“Na in­for­ma­li­da­de não ti­nha se­gu­ran­ça pa­ra os tra­ba­lha­do­res e nem ga­ran­tia de que a re­ci­cla­gem se­ria re­co­lhi­da. Ho­je so­mos con­tra­ta­dos pa­ra a co­le­ta”, co­me­mo­ra Vi­ei­ra, pre­si­den­te da co­o­pe­ra­ti­va que tem uma es­tru­tu­ra que in­clui uma chá­ca­ra, se­te ca­mi­nhões, pren­sas, es­tei­ras e ele­va­do­res.

O an­ti­go “car­ri­nhei­ro” te­ve que apren­der a ad­mi­nis­trar e con­ta que es­tá mui­to sa­tis­fei­to com o re­sul­ta­do do tra­ba­lho. “Quan­do tra­ba­lha­va em fir­mas, eu aju­da­va a mim mes­mo e ao pa­trão. Ho­je, com meu tra­ba­lho, aju­do mui­tas pes­so­as a ga­nha­rem dig­ni­da­de”, diz. Qu­em tra­ba­lha na co­o­pe­ra­ti­va re­co­lhe INSS, tem au­xí­lio pa­ra trans­por­te e ali­men­ta­ção e uma ren­da mé­dia de R$ 1.300,00, de­pen­den­do da pro­du­ti­vi­da­de. “Mui­tos fo­ram re­jei­ta­dos pe­la so­ci­e­da­de e ho­je con­se­guem ter uma vi­da dig­na”, afir­ma. “A mi­nha vi­da tam­bém mu­dou. Ho­je con­si­go ter coi­sas que ja­mais ima­gi­nei e te­nho con­di­ções de aju­dar os meus fi­lhos”, co­me­mo­ra. (Ca­ro­li­na Avan­si­ni/Gru­po Fo­lha)

Sau­lo Oha­ra

Sau­lo Oha­ra

Ri­ta de Cás­sia Sou­za, 46 anos, con­se­guiu aban­do­nar a vi­da so­fri­da que le­va­va gra­ças ao tra­ba­lho na Co­o­pe­ra­ti­va

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.