Soft­bol lon­dri­nen­se es­tá sem equi­pe fe­mi­ni­na em dis­pu­ta

Na con­tra­mão de ou­tras mo­da­li­da­des, soft­bol lon­dri­nen­se se res­sen­te de não ter ne­nhu­ma equi­pe fe­mi­ni­na em dis­pu­ta

NOSSODIA - - Primeira Página - ( Ví­tor Ogawa/Gru­po Fo­lha)

En­quan­to em qua­se to­dos os es­por­tes se vê o cres­ci­men­to da par­ti­ci­pa­ção fe­mi­ni­na, du­ran­te a re­a­li­za­ção do 27º Tor­neio Bra­tac-Fi­a­ção de Se­da de Soft­bol, no cam­po da Acel (As­so­ci­a­ção Cul­tu­ral e Es­por­ti­va de Lon­dri­na), no do­min­go (1º) em Lon­dri­na, não ha­via ne­nhu­ma equi­pe de soft­bol fe­mi­ni­no en­tre as 16 equi­pes par­ti­ci­pan­tes. Is­so a dois anos da dis­pu­ta da Olim­pía­da de Tó­quio-2020, que te­rá a re­to­ma­da do soft­bol fe­mi­ni­no en­tre os es­por­tes olím­pi­cos. Es­sa au­sên­cia sig­ni­fi­ca que cer­ta­men­te não ha­ve­rá ne­nhu­ma atle­ta de Lon­dri­na na se­le­ção bra­si­lei­ra de soft­bol que dis­pu­ta­rá a clas­si­fi­ca­ção pa­ra os Jo­gos.

A cri­se evi­den­ci­a­da com a fal­ta de equi­pe fe­mi­ni­na ex­põe um pro­ble­ma que te­ve iní­cio com a re­ti­ra­da do es­por­te por par­te do Co­mi­tê Olím­pi­co In­ter­na­ci­o­nal de­pois dos Jo­gos Olím­pi­cos de 2008, em Pe­quim. Sem es­sa que é con­si­de­ra­da uma das mai­o­res dis­pu­tas do es­por­te mun­di­al, há uma que­da de pro­cu­ra pe­la mo­da­li­da­de e as po­ten­ci­ais atle­tas que po­de­ri­am jo­gar soft­bol aca­bam mi­gran­do pa­ra ou­tros es­por­tes.

Além dis­so, a im­plan­ta­ção do soft­bol ain­da é con­si­de­ra­da re­cen­te na ci­da­de se com­pa­ra­da com o bei­se­bol, cu­ja im­plan­ta­ção qua­se se con­fun­de com a his­tó­ria de Lon­dri­na, qu­an­do che­ga­ram os pri­mei­ros imi­gran­tes ja­po­ne­ses à re­gião. Foi em 1933 que hou­ve o re­gis­tro ofi­ci­al dos pri­mei­ros ti­mes de bei­se­bol fun­da­dos no Pa­ra­ná, em Cor­né­lio Pro­có­pio (Colô­nia Cen­tral) e em Lon­dri­na. Já o soft­bol in­gres­sou no mu­ni­cí­pio ape­nas na dé­ca­da de 80.

O pre­si­den­te da Fe­de­ra­ção Pa­ra­na­en­se de Bei­se­bol e Soft­bol, Fran­cis­co Ta­kio Tan pro­je­ta que, no ano que vem, de­ve ten­tar or­ga­ni­zar uma equi­pe com cri­an­ças de se­te a dez anos pa­ra re­to­mar a ca­te­go­ria das me­ni­nas.

Ri­car­do Chi­ca­rel­li

Soft­bol che­gou à re­gião ape­nas na dé­ca­da de 80, qua­se 50 anos de­pois do bei­se­bol

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.