Ins­cri­ções pa­ra 2º Co­lé­gio da PM ter­mi­nam na se­gun­da-fei­ra

Alu­nos e pais con­ver­sam com NOSSODIA e apon­tam as di­fe­ren­ças em re­la­ção à ro­ti­na da ins­ti­tui­ção, apren­di­za­do, disciplina e res­pei­to

NOSSODIA - - Classificados Nossonegócio - (Ed­son Ne­ves/ NOSSODIA)

As ins­cri­ções pa­ra a cap­ta­ção de alu­nos pa­ra o 2º Co­lé­gio da Po­lí­cia Mi­li­tar de Lon­dri­na ter­mi­nam na pró­xi­ma se­gun­da-fei­ra (8), às 18h, e só po­de­rão ser fei­tas atra­vés da in­ter­net. A ins­ti­tui­ção fun­ci­o­na des­de o iní­cio do ano e ago­ra pre­pa­ra o seu se­gun­do pro­ces­so clas­si­fi­ca­tó­rio pa­ra o ano le­ti­vo 2019. Atu­al­men­te, cer­ca de 360 alu­nos es­tão ma­tri­cu­la­dos no co­lé­gio.

São ofe­re­ci­das 90 va­gas pa­ra o 6º ano do en­si­no fun­da­men­tal e 60 pa­ra o 1º ano do en­si­no mé­dio. A ta­xa de ins­cri­ção cus­ta R$ 90 e as pro­vas se­rão apli­ca­das nos di­as 11 de no­vem­bro (fun­da­men­tal) e 25 de no­vem­bro (mé­dio), às 8h30. Mais in­for­ma­ções es­tão no si­te o www. cpm­lon­dri­na.com.br.

O NOSSODIA foi até o Co­lé­gio pa­ra con­ver­sar com os alu­nos so­bre o que mais es­tão gos­tan­do na ins­ti­tui­ção. A pa­la­vra res­pei­to foi a mais co­men­ta­da en­tre eles. Aos 11 anos, Ana Jú­lia Sil­va Ciuz con­fes­sou que no iní­cio a adap­ta­ção não foi fá­cil, mas que ho­je es­tá va­len­do a pe­na. “Ti­ve di­fi­cul­da­des. Na mi­nha an­ti­ga es­co­la não res­pei­ta­vam nem os pro­fes­so­res, en­tão fi­ca­va di­fí­cil de apren­der. Aqui os alu­nos têm mais in­te­res­se, is­so fez com que eu co­me­ças­se a en­ten­der me­lhor as ma­té­ri­as e re­cu­pe­ras­se mi­nhas no­tas”, dis­se a me­ni­na, que es­tá no 6º ano.

“Vim pa­ra cá ain­da na épo­ca do Co­lé­gio São Jo­sé e fal­ta de res­pei­to dei­xa­va di­fí­cil o apren­di­za­do. Ho­je exis­te res­pei­to en­tre os alu­nos e com os pro­fes­so­res, o que aju­dou até na mi­nha ti­mi­dez. Mi­nhas no­tas me­lho­ra­ram e vou até re­ce­ber uma me­da­lha de hon­ra ao mé­ri­to”, re­ve­lou a alu­na do 9º ano, Gabriela Car­do­so Fer­raz, de 14 anos.

Jo­a­quim Bru­no Ne­to, de 12 anos, es­tá no 6º ano e afir­mou que a op­ção de en­trar no Co­lé­gio Mi­li­tar foi to­tal­men­te sua. “Te­nho o so­nho de ser ofi­ci­al mi­li­tar”, ex­pli­cou. A pos­tu­ra en- si­na­da na sa­la, se­gun­do ele, re­fle­te no com­por­ta­men­to fo­ra de lá. “Um dia es­ta­va em uma pa­da­ria quan­do che­gou um gru­po de me­ni­nos de ou­tra es­co­la, to­dos gri­tan­do, atra­pa­lhan­do os ou­tros. A gen­te apren­de a ter res­pei­tar o es­pa­ço e as pes­so­as”, ga­ran­tiu o me­ni­no.

Di­re­tor do co­lé­gio da PM, o ca­pi­tão Al­fre­do Eu­cli­des Di­as Ne­to, foi pon­tu­al em re­su­mir o ob­je­ti­vo da es­co­la. “É uma es­co­la co­mo qual­quer ou­tra, mas tra­ba­lha­mos va­lo­res que es­tão se per­den­do, co­mo res­pei­to, so­li­da­ri­e­da­de, pon­tu­a­li­da­de e com­pro­me­ti­men­to”. Ne­to tam­bém des­ta­cou o que o co­lé­gio vai bus­car pa­ra o ano que vem. “Con­so­li­dar as ati­vi­da­des do con­tra­tur­no, evo­luir ain­da mais a par­te pe­da­gó­gi­ca e ter­mi­nar as obras pa­ra ofe­re­cer uma me­lhor es­tru­tu­ra fí­si­ca”, con­cluiu.

Divulgação 2ºCPM

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.