MI­NHA HIS­TÓ­RIA

Su­pe­ra­ção em fa­mí­lia

NOSSODIA - - Nossodestino - (Wal­ki­ria Vi­ei­ra/ NOSSODIA)

Mo­ra­do­ra do jar­dim San­ti­a­go, na re­gião nor­te, Ma­ria Apa­re­ci­da dos San­tos, 66 anos, di­vi­de a ro­ti­na en­tre os cui­da­dos com a ca­sa e ou­tros tan­tos com a ne­ti­nha Ro­sa­na, de três anos. Na­tu­ral de Cor­né­lio Pro­có­pio, Ci­di­nha, co­mo é cha­ma­da ca­ri­nho­sa­men­te, é ca­sa­da com Wil­son, com quem te­ve três fi­lhos: Edilson, Eli­sân­ge­la e Eli­seu. “Sim, to­dos com E”, con­fir­ma. O em­pe­nho de to­dos é pa­ra ela mo­ti­vo de or­gu­lho e o ma­ri­do, em­bo­ra apo­sen­ta­do, con­ti­nua pe­gan­do fir­me no ba­ten­te. “Ago­ra ele ven­de ga­ra­pa”. Mais que com­ple­men­to da ren­da, o tra­ba­lho man­tém seu Wil­son na ati­va. Ci­di­nha vi­ve na mes­ma ca­sa há 40 anos e se sen­te pri­vi­le­gi­a­da, tan­to pe­la lo­ca­li­za­ção, co­mo por con­ta da vi­zi­nhan­ça ami­gá­vel e hos­pi­ta­lei­ra. A mor­te do gen­ro há cin­co me­ses aba­lou a fa­mí­lia. “Foi por afo­ga­men­to. A Ro­sa­na sen­te mui­to a fal­ta do pai, de­sen­vol­veu uma der­ma­ti­te por cau­sa do emo­ci­o­nal e es­ta­mos uni­dos, mas não é fá­cil”, de­sa­ba­fa. Co­mo quem per­de um fi­lho, Ci­di­nha apoia a filha, que tam­bém de­vol­ve for­ças a ela. “Ela sem­pre foi ba­ta­lha­do­ra, to­dos os di­as são di­fí­ceis, é uma es­tu­pi­dez o que acon­te­ceu e te­mos que acei­tar e nos re­er­guer”, re­fle­te.

Wal­ki­ria Vi­ei­ra

Do­na Ci­di­nha: “A Ro­sa­na é uma cri­an­ça amo­ro­sa”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.