AD­VO­GA­DOS APRE­SEN­TAM SU­AS VER­SÕES

NOSSODIA - - Nossodiaespecial -

O ad­vo­ga­do de Dai­a­ne Cris­ti­na Frei­re, Thi­a­go Is­sao Na­ka­gawa, co­men­tou que os três ca­sos “são si­tu­a­ções idên­ti­cas aos olhos do lei­go”, mas que pos­su­em “in­ter­pre­ta­ções di­fe­ren­tes do po­der ju­di­ciá­rio”. Pa­ra ele, o cla­mor po­pu­lar pe­la fa­ta­li­da­de – co­mo no ca­so de Ri­car­do Mar­tins Mo­ra­es - não po­de sus­ten­tar, por si só, uma pri­são pre­ven­ti­va. Per­gun­ta­do so­bre sua cli­en­te, Na­ka­gawa res­pon­deu que o fa­to de­la es­tar sol­ta, não sig­ni­fi­ca que não te­nha re­ce­bi­do san­ções. “(A Dai­a­ne) es­tá sob me­di­das cau­te­la­res, co­mo o com­pa­re­ci­men­to men­sal em juí­zo, não se au­sen­tar da co­mar­ca por mais de oi­to di­as e a obri­ga­to­ri­e­da­de de es­tar pre­sen­te em to­dos os au­tos, além do pa­ga­men­to da fi­an­ça”, com­ple­tou. So­bre a de­ci­são da Jus­ti­ça de Cam­bé, o ad­vo­ga­do Sil­vio Ar­cu­ri, que de­fen­de Ri­car­do, afir­mou que o fa­to, por ter acon­te­ci­do em uma ci­da­de de me­nor por­te, po­de ter cau­sa­do um aba­lo mai­or à so­ci­e­da­de e que is­so, no en­ten­di­men­to da Jus­ti­ça, jul­gou ne­ces­sá­rio a pri­são pre­ven­ti­va do seu cli­en­te. “Na vi­são de­les, uma de­ci­são di­fe­ren­te po­de­ria ge­rar um des­pres­tí­gio ao ju­di­ciá­rio. Foi uma pos­tu­ra bem enér­gi­ca, mas as ve­zes é a in­ter­pre­ta­ção do juiz”. Ar­cu­ri en­ten­deu que a si­tu­a­ção é “tris­te pa­ra to­dos os la­dos”, mas que seu cli­en­te não im­põe ris­co à so­ci­e­da­de, nem é um “cri­mi­no­so de car­rei­ra”, por is­so pe­di­rá o ha­be­as cor­pus. A re­por­ta­gem do NOSSODIA en­trou em con­ta­to com o ad­vo­ga­do de Lu­ci­a­na Vi­ei­ra Si­quei­ra, mas ele es­ta­va em vi­a­gem.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.