Tu­ba­rão jo­ga a vi­da no Ca­fé

Após re­tor­na­rem jun­tos à Sé­rie B há três anos, Lon­dri­na e Vi­la No­va fa­zem con­fron­to di­re­to na bri­ga por va­ga na eli­te

NOSSODIA - - Primeira Página - (Lu­cio Flávio Cruz/Gru­po FO­LHA)

Lon­dri­na e Vi­la No­va têm se en­fren­ta­do em jo­gos de­ci­si­vos nas úl­ti­mas tem­po­ra­das. Na sex­ta-fei­ra (26), os clu­bes têm mais um con­fron­to im­por­tan­te pa­ra am­bos nes­ta re­ta fi­nal da Sé­rie B. O LEC é o sé­ti­mo co­lo­ca­do e a equi­pe de Goiás es­tá em quin­to lu­gar.

Tu­ba­rão e Vi­la re­tor­na­ram jun­tos pa­ra a Sé­rie B em 2015. Na­que­le ano, fi­ze­ram a fi­nal da Sé­rie C, na qual o ti­me goi­a­no le­vou a me­lhor e fi­cou com o tí­tu­lo. Na pri­mei­ra par­ti­da, no Ca­fé, o Al­vi­ce­les­te ven­ceu por 1 a 0, mas o Vi­la deu o tro­co no Ser­ra Dou­ra­da e ga­nhou por 4a1.

Nos três anos na Sé­rie B, fo­ram cin­co jo­gos, com três vi­tó­ri­as do LEC, uma do Vi­la e um em­pa­te, no pri­mei­ro tur­no des­ta tem­po­ra­da. Em 2017, na úl­ti­ma ro­da­da, os ti­mes se en­fren­ta­ram em Goi­â­nia na dis­pu­ta pe­lo quin­to lu­gar. O Lon­dri­na ven­ceu por 1 a 0 e ter­mi­nou na frente do ri­val.

“É mais uma par­ti­da mui­to im­por­tan­te, con­tra um ri­val di­re­to, e na qual va­mos pre­ci­sar da união de to­das as for­ças pa­ra se­guir­mos nes­ta sequên­cia de vi­tó­ri­as”, fri­sou o za­guei­ro Dir­ceu, que re­tor­na ao ti­me após cum­prir sus­pen­são.

En­quan­to o Lon­dri­na aposta no bom mo­men­to den­tro do cam­pe­o­na­to e na in­ven­ci­bi­li­da­de de se­te par­ti­das, a equi­pe goi­a­na jo­ga to­das as su­as fi­chas no seu sis­te­ma de­fen­si­vo. O Vi­la tem a me­lhor de­fe­sa da Sé­rie B: so­freu ape­nas 23 gols em 32 par­ti­das. Pa­ra Dir­ceu, o ca­mi­nho pa­ra ba­lan­çar as re­des do ad­ver­sá­rio é man­ter a per­for­man­ce das úl­ti­mas par­ti­das no Ca­fé.

“Te­mos que ter a mes­ma in­ten­si­da­de dos jo­gos em ca­sa e a ca­pa­ci­da­de de cri­a­ção que es­ta­mos mos­tran­do. Cer­ta­men­te es­ta­re­mos pre­pa­ra­dos pa­ra en­fren­tá-los”, ga­ran­tiu. O LEC ga­nhou as úl­ti­mas seis par­ti­das no Ca­fé e mar­cou 12 gols.

Ape­sar do mo­men­to de as­cen­são no Bra­si­lei­ro, a tô­ni­ca no clu­be é man­ter os pés nos chão e evi­tar a em­pol­ga­ção que vem da tor­ci­da. De­pois de pas­sar boa par­te da com­pe­ti­ção bri­gan­do na par­te de bai­xo da ta­be­la, o ti­me re­en­con­trou o ca­mi­nho das vi­tó­ri­as, mas te­rá que man­ter o atu­al apro­vei­ta­men­to pa­ra che­gar ao G4.

“Te­mos que nos blin­dar de qual­quer sen­ti­men­to que nos atra­pa­lhe. Fi­ze­mos is­so quan­do es­tá­va­mos lá em­bai­xo, com to­da a ne­ga­ti­vi­da­de que pai­ra­va so­bre o elen­co. Ago­ra te­mos que dei­xar o en­tu­si­as­mo de la­do, fil­trar a an­si­e­da­de e apro­vei­tar da me­lhor ma­nei­ra pos­sí­vel es­tas seis ro­da­das fi­nais”, res­sal­tou Dir­ceu.

PRE­PA­RA­ÇÃO

O LEC fi­na­li­za nes­ta quin­ta-fei­ra (25) os trei­nos pa­ra o du­e­lo de sex­ta, às 19h15, no Ca­fé. O ata­can­te Fe­li­pe Mar­ques, com um ede­ma na co­xa, foi pou­pa­do dos tra­ba­lhos com o res­tan­te do gru­po na quar­ta-fei­ra (24). Se­gun­do o de­par­ta­men­to mé­di­co do clu­be, o jo­ga­dor volta a trei­nar nor­mal­men­te nes­ta quin­ta.

Gus­ta­vo Oli­vei­ra/Lon­dri­na Es­por­te Clu­be

O za­guei­ro Dir­ceu tem a re­cei­ta pa­ra su­pe­rar a de­fe­sa do Vi­la, a me­lhor do cam­pe­o­na­to: “Te­mos que ter a mes­ma in­ten­si­da­de dos jo­gos em ca­sa e a ca­pa­ci­da­de de cri­a­ção que es­ta­mos mos­tran­do”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.