BOL­SO­NA­RO É ELEI­TO PRE­SI­DEN­TE

Vi­tó­ria que­bra a he­ge­mo­nia de vi­tó­ri­as do PT e PSDB nas ur­nas

NOSSODIA - - Primeira Página -

Com 55% dos vo­tos vá­li­dos, Jair Bol­so­na­ro (PSL) foi elei­to nes­te do­min­go (28) o no­vo pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. O mi­li­tar da re­ser vae de­pu­ta­do ob­te­ve 57 mi­lhões de vo­tos, mais de 10 mi­lhões à fren­te de Fer­nan­do Had­dad (PT), que ter­mi­nou com 44%. Em Lon­dri­na, elei­to­res do ca­pi­tão saí­ram às ru­as pa­ra co­me­mo­rar a vi­tó­ria nas ur­nas.

Sem tem­po de TV, can­di­da­to por um par­ti­do na­ni­co e ví­ti­ma de um aten­ta­do com fa­ca no meio da cam­pa­nha elei­to­ral. Ne­nhu­ma des­sas ad­ver­si­da­des foi ca­paz de im­pe­dir que Jair Bol­so­na­ro (PSL) se ele­ges­se o 38º pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca da his­tó­ria do Bra­sil nes­te do­min­go, 28.

Em seu sé­ti­mo man­da­to con­se­cu­ti­vo, o de­pu­ta­do fe­de­ral ba­teu Fer­nan­do Had­dad por uma mar­gem de 55,7% dos vo­tos com 92% das ur­nas apu­ra­das. A vi­tó­ria que­bra a he­ge­mo­nia de vi­tó­ri­as do PT e PSDB nas ur­nas, par­ti­dos que des­de 1994 do­mi­na­vam as elei­ções pa­ra o Pa­lá­cio do Pla­nal­to.

Com 13 can­di­da­tos, a cam­pa­nha des­te ano co­me­çou com uma pul­ve­ri­za­ção dos vo­tos, mas as pes­qui­sas man­ti­nham Bol­so­na­ro à fren­te nos ce­ná­ri­os sem o ex-pre­si­den­te Luiz Inácio Lu­la da Sil­va, pre­so e con­de­na­do pe­la La­va Ja­to em Cu­ri­ti­ba.

Após a de­ci­são do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE) que ne­gou o re­gis­tro da can­di­da­tu­ra do lí­der pe­tis­ta, Bol­so­na­ro as­su­miu a pri­mei­ra po­si­ção cor­ri­da pre­si­den­ci­al. Os es­cas­sos oi­to se­gun­dos de tem­po de te­le­vi­são não fo­ram um problema pa­ra o de­pu­ta­do. Nem mes­mo os ata­ques cons­tan­tes de Ge­ral­do Alck­min (PSDB) por meio de seus mais de cin­co mi­nu­tos de pro­pa­gan­das na TV con­se­gui­ram atin­gir a es­tra­té­gia bem pla­ne­ja­da do ca­pi­tão re­for­ma­do na in­ter­net. Bol­so­na­ro li­de­rou as in­ten­ções de vo­to de pon­ta a pon­ta.

Sua cam­pa­nha pre­si­den­ci­al - que con­tou com um tem­po mais cur­to de pro­pa­gan­da elei­to­ral em 2018 - se trans­for­mou com­ple­ta­men­te após o aten­ta­do so­fri­do em Juiz de Fo­ra, no dia 6 de se­tem­bro. Fe­ri­do por uma fa­ca­da de Adé­lio Bis­po de Oliveira, Bol­so­na­ro pas­sou por du­as ci­rur­gi­as e fi­cou três se­ma­nas in­ter­na­do no Hos­pi­tal Al­bert Eins­tein, em São Pau­lo.

Na Uni­da­de de Tra­ta­men­to In­ten­si­vo, no en­tan­to, con­ti­nu­ou usan­do sua prin­ci­pal ar­ma de cam­pa­nha: as re­des so­ci­ais. Sem po­der pro­mo­ver atos de cam­pa­nha na rua, gra­vou ví­de­os, pos­tou fo­tos e não in­ter­rom­peu a bem su­ce­di­da es­tra­té­gia on­li­ne de cam­pa­nha.

Dei­xar de com­pa­re­cer aos de­ba­tes na te­le­vi­são tam­bém não ge­rou efei­tos ne­ga­ti­vos. Ao con­trá­rio, o pre­si­den­te elei­to evi­tou des­gas­tes das dis­cus­sões com ad­ver­sá­ri­os e as­sis­tiu seu ín­di­ce de in­ten­ções de vo­tos su­bir a ca­da pes­qui­sa elei­to­ral. Com 46,03% dos vo­tos vá­li­dos, qua­se ven­ceu a elei­ção no pri­mei­ro tur­no.

Ri­car­do Chi­car­re­li

Wilton Ju­ni­or/Estadão Con­teú­do

Bol­so­na­ro, acom­pa­nha­do da es­po­sa Mi­chel­le, du­ran­te vo­ta­ção no Rio de Ja­nei­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.