Con­tas do ‘Sin­di­ca­to do RN’ são blo­que­a­das

Novo Jornal - - Primeira Página -

Ope­ra­ção do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co con­tra o cri­me or­ga­ni­za­do blo­queia con­tas que mo­vi­men­ta­ram R$ 13 mi­lhões em prol de fac­ção.

Uma ope­ra­ção do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co do Rio Gran­de do Nor­te (MPRN) de­fla­gra­da on­tem (12) com­ba­te a atu­a­ção de uma fac­ção cri­mi­no­sa que age den­tro de uni­da­des pri­si­o­nais do Es­ta­do. Con­tas ban­cá­ri­as de in­te­gran­tes da or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa ou de pes­so­as li­ga­das a eles fo­ram blo­que­a­das. Ao todo, pe­lo que foi le­van­ta­do du­ran­te a in­ves­ti­ga­ção, R$ 13.354.835,76 fo­ram mo­vi­men­ta­dos em 102 con­tas en­tre os anos de 2015 e 2017.

A ope­ra­ção Con­si­lium – que sig­ni­fi­ca Con­se­lho, em la­tim – foi de­fla­gra­da pe­lo Gru­po de Atu­a­ção Es­pe­ci­al de Com­ba­te ao Cri­me Or­ga­ni­za­do do MPRN (Ga­e­co), com o apoio da Po­lí­cia Mi­li­tar e da Po­lí­cia Ro­do­viá­ria Fe­de­ral. Ao todo, fo­ram cum­pri­dos 40 man­da­dos de pri­são e ou­tros 8, de bus­ca e apre­en­são. Os man­da­dos fo­ram cum­pri­dos na pe­ni­ten­ciá­ria Ro­gé­rio Cou­ti­nho Ma­dru­ga, na pe­ni­ten­ciá­ria es­ta­du­al de Par­na­mi­rim, na pe­ni­ten­ciá­ria es­ta­du­al do Se­ri­dó, na ca­deia pú­bli­ca de No­va Cruz, na ca­deia pú­bli­ca de Na­tal (Rai­mun­do No­na­to Fer­nan­des) e no cen­tro de de­ten­ção pro­vi­só­ria de Ma­caí­ba; e ain­da em re­si­dên­ci­as nas ci­da­des de Na­tal, Par­na­mi­rim e Ma­cau.

A ação é fru­to de uma in­ves­ti­ga­ção do MPRN ini­ci­a­da após a on­da de ata­ques a pré­di­os pú­bli­cos, ôni­bus, car­ros, aces­sos ao ae­ro­por­to in­ter­na­ci­o­nal Aluí­zio Al­ves e até ao mor­ro do Ca­re­ca, um dos prin­ci­pais pon­tos tu­rís­ti­cos de Na­tal, ocor­ri­da en­tre os me­ses de ju­lho e agos­to do ano pas­sa­do. Ao todo, se­gun­do a Se­cre­ta­ria de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca e De­fe­sa So­ci­al (Se­sed), fo­ram re­gis­tra­das 107 ocor­rên­ci­as de­cor­ren­tes de ata­ques pro­vo­ca­dos por in­te­gran­tes ou sim­pa­ti­zan­tes da fac­ção cri­mi­no­sa.

Du­ran­te a in­ves­ti­ga­ção, o MPRN ou­viu tes­te­mu­nhas, co­lheu pro­vas do­cu­men­tais, propôs me­di­das cau­te­la­res e con­se­guiu o afas­ta­men­to de si­gi­lo ban­cá­rio dos in­ves­ti­ga­dos, que fo­ram au­to­ri­za­das ju­di­ci­al­men­te.

CEDIDA / PM

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.