Na­ta­len­se ain­da tem dú­vi­da so­bre a in­te­gra­ção

Pú­bli­co da ca­pi­tal ain­da des­co­nhe­cem li­nhas que par­ti­ci­pam do sis­te­ma de in­te­gra­ção que per­mi­te fa­zer du­as vi­a­gens pa­gan­do ape­nas uma pes­sa­gem

Novo Jornal - - Sr. Leitor - Ro­dri­go Zu­za Do NO­VO

Mui­tos na­ta­len­ses têm que pe­gar mais de um ôni­bus pa­ra che­gar ao tra­ba­lho, es­co­la ou fa­cul­da­de e de­pen­dem da in­te­gra­ção. A in­te­gra­ção é o tempo de uma ho­ra em que o pas­sa­gei­ro po­de pe­gar ou­tro ôni­bus gra­tui­ta­men­te usan­do o car­tão de pas­sa­gens, pas­sa­do es­se ín­te­rim per­de-se a in­te­gra­ção. Po­rém, a com­bi­na­ção de al­guns ôni­bus não ge­ra a in­te­gra­ção de­se­ja­da pe­lo pas­sa­gei­ro.

Luis­nal­do Cân­di­do é usuá­rio do trans­por­te pú­bli­co co­le­ti­vo de Na­tal. Ele usa o ôni­bus co­mo meio de lo­co­mo­ção pa­ra ir ao tra­ba­lho. Cân­di­do tem dú­vi­das so­bre em quais ôni­bus funciona a in­te­gra­ção e se quei­xa do li­mi­te de pas­sa­gens em seu va­le-trans­por­te, que é de qua­tro por dia.

O lei­tor do NO­VO mo­ra no bair­ro Pla­nal­to e tra­ba­lha na Ave­ni­da Afon­so Pe­na, em Pe­tró­po­lis. Ele não de­pen­de in­te­gra­ção pa­ra che­gar ao tra­ba­lho, no en­tan­to diz que quan­do vai a Pon­ta Ne­gra ou a No­va Par­na­mi­rim, on­de mo­ram fa­mi­li­a­res seus, pre­ci­sa da in­te­gra­ção e não sa­be em quais ôni­bus po­de usá-la.

Cân­di­do ar­gu­men­ta que den­tro dos co­le­ti­vos, de­ve­ria ha­ver um car­taz ex­pli­can­do aos usuá­ri­os do trans­por­te pú­bli­co a com­bi­na­ção de li­nhas que fa­zem a in­te­gra­ção. O usuá­rio tam­bém re­cla­ma que não de­ve­ria ter li­mi­te ter li­mi­te de pas­sa­gens. “Es­se di­rei­to não é da­do, é pa­go pe­lo trabalhador, des­con­ta­do de nos­so sa­lá­rio, en­tão de­ve­ria ser li­be­ra­do.”, de­sa­ba­fa.

O NO­VO en­trou em con­ta­to com a Se­cre­ta­ria Mu­ni­ci­pal de Mo­bi­li­da­de Ur­ba­na do Na­tal (STTU) pa­ra res­pon­der ao lei­tor, to­da­via até o fe­cha­men­to des­ta edi­ção a pas­ta não ha­via da­do res­pos­ta à de­man­da en­vi­a­da pe­la re­por­ta­gem.

Es­sa pu­bli­ca­ção aten­de ao pe­di­do de in­for­ma­ção so­bre o as­sun­to fei­to pe­lo lei­tor Luis­nal­do Cân­di­do, usuá­rio do trans­por­te co­le­ti­vo. Luis­nal­do en­trou em con­ta­to com o NO­VO No­tí­ci­as via NOVOWhats (99113-3526) pa­ra so­li­ci­tar es­cla­re­ci­men­to so­bre o pro­ble­ma.

FABIO COR­TEZ / ARQUIVO NO­VO

// Usuá­rio po­de ti­rar dú­vi­das so­bre o fun­ci­o­na­men­to do trans­por­te atra­vés do nú­me­ro 156, da STTU

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.