In­ves­ti­ga­ção vai apu­rar se hou­ve cri­me de corrupção

Novo Jornal - - Cotidiano -

Com o su­pe­rin­ten­den­te Clé­cio San­tos afas­ta­do, ago­ra a PF diz que o pró­xi­mo pas­so é iden­ti­fi­car se hou­ve os cri­mes de corrupção ati­va ou pas­si­va, ain­da não iden­ti­fi­ca­dos nas in­ves­ti­ga­ções. Do­cu­men­tos e com­pu­ta­do­res fo­ram apre­en­di­dos on­tem pe­la ma­nhã pe­la PF e MPF pa­ra se ten­tar pro­var tais cri­mes. A po­lí­cia achou que um afas­ta­men­to do car­go se­ria mais im­pac­tan­te, nes­se ca­so, do que uma pri­são.

“Não ob­ti­ve­mos a pro­va de atos de corrupção, que se­ria um cri­me mais gra­ve e que pre­vê pri­são. Com a no­va le­gis­la­ção que pos­si­bi­li­ta a apli­ca­ção por par­te do juiz da cau­sa de me­di­das di­ver­sas da pri­são, es­se é um ca­so que es­sa me­di­da di­ver­sa sur­ti­rá mais efei­to do que a pri­são em si. Co­mo su­pe­rin­ten­den­te, ele tem um gran­de po­der de­ci­só­rio, en­tão o afas­ta­men­to vi­sa evi­tar is­so”, ex­pli­cou Sca­le­zi. “Mas se pa­ra as de­ci­sões [ir­re­gu­la­res] hou­ve pa­ga­men­to de va­lo­res in­de­vi­dos, is­so é o que a in­ves­ti­ga­ção pro­cu­ra ve­ri­fi­car a par­tir de ago­ra”, com­ple­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.