Sem Nuzman, po­ti­guar vai ad­mi­nis­trar o COB

Novo Jornal - - Esportes -

Du­ran­te os cin­co di­as de pri­são pre­ven­ti­va de Car­los Arthur Nuzman, o COB (Co­mi­tê Olím­pi­co do Bra­sil) se­rá co­man­da­do por seu vi­ce-pre­si­den­te, Pau­lo Wan­der­ley Teixeira.

De acordo com o es­ta­tu­to do COB, sem­pre que há va­cân­cia do pre­si­den­te os ime­di­a­tos são o vi­ce e, na sequên­cia, o secretário-geral (Sér­gio Lo­bo).

Po­ti­guar ra­di­ca­do no Es­pí­ri­to San­to, Teixeira co­man­dou a CBJ (Con­fe­de­ra­ção Bra­si­lei­ra de Judô) por qua­se 16 anos, e ne­la con­quis­tou projeção.

Em seus man­da­tos, os ju­do­cas do país con­quis­ta­ram 12 me­da­lhas em Jo­gos Olím­pi­cos e 30 em Cam­pe­o­na­tos Mun­di­ais.

Wan­der­ley fez a ali­an­ça Nuzman pa­ra cha­pa úni­ca que ven­ceu a elei­ção pa­ra a pre­si­dên­cia do COB em abril de 2016. Seis me­ses de­pois, a cha­pa foi ven­ce­do­ra e ele foi al­ça­do ao pos­to de vi­ce-pre­si­den­te da en­ti­da­de.

A in­ten­ção ini­ci­al de Nuzman era fa­zer com que seu ali­a­do o su­ce­des­se no pró­xi­mo plei­to pa­ra o co­mi­tê, que ocor­re­rá após os Jo­gos Olím­pi­cos de Tó­quio. Mas as cir­cuns­tân­ci­as fa­zem com que ele já to­que o dia a dia do ór­gão. O ex­pe­di­en­te já ocor­re du­ran­te vi­a­gens ou au­sên­ci­as do man­da­tá­rio.

Nuzman tam­bém es­tá en­vol­vi­do com a li­qui­da­ção do Co­mi­tê Or­ga­ni­za­dor dos Jo­gos do Rio, que acu­mu­la dí­vi­das su­pe­ri­o­res a R$ 120 mi­lhões. Sem ter pa­ra on­de re­cor­rer, a dí­vi­da de­ve se tor­nar im­pa­gá­vel.

O pra­zo es­ta­be­le­ci­do em es­ta­tu­to pa­ra o en­cer­ra­men­to do co­mi­tê or­ga­ni­za­dor é 2023.

A Po­lí­cia Fe­de­ral pren­deu Nuzman e Leonardo Gry­ner, seu bra­ço di­rei­to no co­mi­tê or­ga­ni­za­dor da Rio-16. Os dois são sus­pei­tos de atu­a­rem na com­pra de vo­tos pa­ra a es­co­lha da ci­da­de pa­ra se­di­ar os Jo­gos Olím­pi­cos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.