Li­be­ra­ção da do­a­ção de san­gue por gays

Novo Jornal - - Sr. Leitor -

Gay tam­bém é ser humano, tem san­gue com­pa­tí­vel com o nos­so, po­de aju­dar di­ver­sas vidas. Não é por ser gay que o ca­ra tam­bém terá que ser proi­bi­do por tu­do. Do­ar san­gue é do­ar vi­da. Se o ca­ra se cui­da, faz exa­mes pre­ven­ti­vos, tem sua saú­de em per­fei­to es­ta­do, por que não po­de do­ar seu san­gue?

As­sim co­mo os he­te­ros­se­xu­ais (que eu sou) po­dem trans­mi­tir do­en­ças, os gays tam­bém po­dem. Mas é cla­ro que os locais de co­le­ta do san­gue não re­ce­be­rá de qual­quer um ser humano sem an­tes fa­zer uma ga­ma de exa­mes. Afi­nal, vo­cê es­tá do­an­do sua vi­da para ou­tra pes­soa.

De­fen­do sim a do­a­ção de san­gue dos ho­mos­se­xu­ais, desde que te­nham uma vi­da bem cui­da­da, as­sim co­mo qual­quer he­te­ros­se­xu­al. Afi­nal san­gue é vi­da. Wil­son Lima Via Fa­ce­bo­ok

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.