Es­ta­do cria apli­ca­ti­vo que aju­da a po­lí­cia a aten­der me­lhor.

Pro­gra­ma te­rá pas­so a pas­so so­bre a abor­da­gem a pes­so­as que so­fre­ram cri­mes co­mo ho­mo­fo­bia

O Dia - - FRONT PAGE - Do es­ta­giá­rio Matheus Ambrósio, sob su­per­vi­são de An­gé­li­ca Fer­nan­des

Em bus­ca de aper­fei­ço­ar e pa­dro­ni­zar o aten­di­men­to du­ran­te o re­gis­tro de ocor­rên­ci­as, a Sub­se­cre­ta­ria de Edu­ca­ção, Va­lo­ri­za­ção e Pre­ven­ção cri­ou um apli­ca­ti­vo com um pas­so a pas­so pa­ra ori­en­tar po­li­ci­ais mi­li­ta­res e ci­vis, além da Guar­da Municipal, so­bre co­mo de­ve ser o tra­ta­men­to às ví­ti­mas de cri­mes as­so­ci­a­dos a um ti­po de cons­tran­gi­men­to, co­mo a in­to­le­rân­cia re­li­gi­o­sa e ho­mo­fo­bia. Os agen­tes de se­gu­ran­ça vão pas­sar por ca­pa­ci­ta­ção a partir de ter­ça-feira pa­ra apren­der a ma­nu­se­ar a tec­no­lo­gia e me­lho­rar a abor­da­gem a es­se pú­bli­co.

O app es­tá em tes­tes pa­ra fun­ci­o­na­men­to on­li­ne e of­fli­ne

Agen­tes de se­gu­ran­ça vão re­ce­ber ca­pa­ci­ta­ção so­bre o app a partir de ter­ça-feira

e se­rá lan­ça­do em bre­ve. O sis­te­ma te­rá uma es­pé­cie de per­gun­tas e res­pos­tas pa­ra fa­ci­li­tar o tra­ba­lho dos agen­tes. De acor­do com a sub­se­cre­tá­ria de Pre­ven­ção e Va­lo­ri­za­ção, He­le­na de Re­zen­de, o ma­te­ri­al não bus­ca ape­nas a tu­te­la, mas a con­cre­ti­za­ção da ci­da­da­nia. “Pa­ra que es­se pro­du­to fi­cas­se pron­to foi pre­ci­so que os agen­tes es­cu­tas­sem a re­a­li­da­de en­fren­ta­da por es­ses gru­pos”.

O mes­mo con­teú­do do apli­ca­ti­vo fi­ca­rá dis­po­ní­vel no si­te do Ins­ti­tu­to de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca pa­ra con­sul­ta. Des­sa ma­nei­ra, a ví­ti­ma po­de­rá se ori­en­tar so­bre on­de de­ve ir pa­ra pro­cu­rar aju­da de ór­gãos pú­bli­cos. A fer­ra­men­ta se­rá lan­ça­da após a ca­pa­ci­ta­ção dos po­li­ci­ais. “O ca­len­dá­rio das tur­mas de ca­pa­ci­ta­ções já fo­ram pas­sa­dos pa­ra os co­or­de­na­do­res das RISPs (Re­gião In­te­gra­da de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca), abran­gen­do du­as na ca­pi­tal e ou­tras cin­co no in­te­ri­or do es­ta­do”, con­tou a sub­se­cre­tá­ria.

Do gru­po de agen­tes que vão atu­ar nes­se aten­di­men­to es­pe­cí­fi­co es­tá Jordhan Les­sa, 50 anos, o pri­mei­ro ho­mem trans a usar o no­me so­ci­al den­tro da GM. An­tes da tran­si­ção, foi ví­ti­ma de es­tu­pro co­le­ti­vo e che­gou a mo­rar na rua. Atu­al­men­te é um dos in­te­gran­tes do Gru­po de Tra­ba­lho de En­fren­ta­men­to à Vi­o­lên­cia con­tra a Po­pu­la­ção de Lés­bi­cas, Gays, Bis­se­xu­ais e Tra­ves­tis (LGBT) e ela­bo­rou fer­ra­men­tas que vão en­trar no apli­ca­ti­vo.

“Mui­tos itens ti­ve­ram que ser dis­cu­ti­dos jun­to com o Gru­po de En­fren­ta­men­to à Vi­o­lên­cia con­tra as Mu­lhe­res, já que pos­su­em pon­tos em co­mum. Nes­te ca­so, a in­clu­são de lés­bi­cas e mu­lhe­res trans na Lei Ma­ria da Pe­nha”, apon­tou Les­sa, que afir­ma ter cui­da­do no mo­men­to da abor­da­gem. “Te­nho que cum­prir meu ofí­cio pro­fis­si­o­nal e ao mes­mo tem­po en­si­nar o ca­mi­nho das pe­dras. Não é fá­cil, mas só as­sim as coi­sas mu­dam”.

ALE­XAN­DRE BRUM / AGêNCIA O DIA ALE­XAN­DRE BRUM / AGêNCIA O DIA

O guar­da municipal Jordhan Les­sa, pri­mei­ro ho­mem trans a usar no­me so­ci­al den­tro da ins­ti­tui­ção, colaborou com a cri­a­ção do app

Mo­naly­za Alves acre­di­ta que no­vo sis­te­ma vai sen­si­bi­li­zar po­li­ci­ais

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.