Ve­ja co­mo aces­sar o con­tra­che­que do 13º

A par­tir de sá­ba­do, os ina­ti­vos po­de­rão con­sul­tar pe­la in­ter­net a se­gun­da par­ce­la do abo­no na­ta­li­no. So­men­te no Rio de Ja­nei­ro se­rão 2,5 mi­lhões de be­ne­fi­ci­a­dos.

O Dia - - FRONT PAGE - MAX LEONE max.leone@odia.com.br

Os aposentados, pen­si­o­nis­tas e se­gu­ra­dos do INSS vão po­der con­fe­rir o va­lor da se­gun­da par­ce­la do dé­ci­mo ter­cei­ro sa­lá­rio des­te ano já a par­tir do pró­xi­mo sá­ba­do. O ins­ti­tu­to con­fir­mou on­tem ao DIA que os con­tra­che­ques re­fe­ren­tes a no­vem­bro co­me­çam a ser li­be­ra­dos pa­ra con­sul­ta na in­ter­net no dia 18 des­te mês, que cai no sá­ba­do, pe­lo si­te www.pre­vi­den­cia.gov.br.

Mais de 29 mi­lhões de pes­so­as têm di­rei­to a re­ce­ber o abo­no de Na­tal em to­do o país. No Es­ta­do do Rio de Ja­nei­ro são, apro­xi­ma­da­men­te, 2,5 mi­lhões de be­ne­fi­ci­a­dos com a se­gun­da par­te do 13º do INSS.

Uma ou­tra op­ção pa­ra ve­ri­fi­car os va­lo­res é li­gar pa­ra Cen­tral de Aten­di­men­to 135 pa­ra ob­ter a in­for­ma­ção de quan­to se­rá pa­go. Qu­em não tem aces­so à in­ter­net de­ve ir a uma agência da Pre­vi­dên­cia So­ci­al pa­ra ter re­ti­rar os con­tra­che­ques des­te mês.

A se­gun­da par­ce­la do dé­ci­mo ter­cei­ro sai­rá jun­ta­men­te com o be­ne­fí­cio de no­vem­bro. Os cré­di­tos co­me­çam a ser fei- tos a par­tir do pró­xi­mo dia 24 pa­ra qu­em ga­nha até um sa­lá­rio mí­ni­mo (R$ 937) e tem ins­cri­ção ter­mi­na­da em 1.

O pa­ga­men­to do abo­no de Na­tal se­gue o mes­mo ca­len­dá­rio dos be­ne­fí­ci­os men­sais da Pre­vi­dên­cia So­ci­al. Qu­em ga­nha aci­ma de um mí­ni­mo co­me­ça­rá a re­ce­ber os va­lo­res a par­tir de 1º de de­zem­bro. Nes­te ca­so, o cré­di­to se­rá pa­ra aposentados e pen­si­o­nis­tas com fi­nal de ins­cri­ção de be­ne­fí­cio 1 e 6.

QU­EM TEM DI­REI­TO

Por lei, tem di­rei­to ao dé­ci­mo ter­cei­ro qu­em, du­ran­te o ano, re­ce­beu be­ne­fí­ci­os co­mo apo­sen­ta­do­ria, pen­são por mor­te, au­xí­lio-do­en­ça, au­xí­lio-aci­den­te, au­xí­lio-re­clu­são ou sa­lá­rio-ma­ter­ni­da­de. No ca­so de au­xí­lio-do­en­ça e sa­lá­rio-ma­ter­ni­da­de, o va­lor do abo­no na­ta­li­no é pro­por­cio- nal ao pe­río­do re­ce­bi­do. Não ga­nham as pes­so­as com be­ne­fí­ci­os as­sis­ten­ci­ais.

Em 28 de ju­lho, o go­ver­no fe­de­ral pu­bli­cou um de­cre­to no Diá­rio Ofi­ci­al da União au­to­ri­zan­do o pa­ga­men­to da se­gun­da par­ce­la na fo­lha de no­vem­bro. A pri­mei­ra par­te do abo­no foi cre­di­ta­da com a fo­lha do mês de agos­to.

Va­le lem­brar que ago­ra o 13º vem pa­ra aposentados e pen­si­o­nis­tas com des­con­to de Im­pos­to de Ren­da (IR) na fon­te, con­for­me o va­lor da apo­sen­ta­do­ria ou da pen­são do INSS. Qu­em tem 65 anos ou mais fi­ca isen­to de IR. Já no au­xí­lio-do­en­ça, não há co­bran­ça de im­pos­to.

O INSS ter­mi­na de pa­gar a fo­lha de no­vem­bro e a se­gun­da par­te do 13º no dia 7 de de­zem­bro (fi­nal ze­ro pa­ra qu­em re­ce­be até um sa­lá­rio mí­ni­mo e pa­ra fi­nais 5 e 0, pa­ra qu­em ga­nha aci­ma do pi­so).

REPRODUÇÃO

De acor­do com a Pre­vi­dên­cia So­ci­al, os ban­cos tam­bém ofe­re­cem con­tra­che­que nos cai­xas ele­trô­ni­cos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.