Apren­den­do pa­ra o Enem sem sair das re­des so­ci­ais

Fa­ce­gru­pos são for­ma­dos pa­ra apri­mo­rar es­tu­dos. Cur­so tem 300 mil se­gui­do­res

O Dia - - RIO DE JANEIRO - FRANCISCO ED­SON AL­VES fal­ves@odia.com.br

As re­des so­ci­ais, que já fazem par­te do dia a dia dos jo­vens bra­si­lei­ros, pas­sa­ram a ser fer­ra­men­tas im­por­tan­tes na pre­pa­ra­ção pa­ra o Exa­me Na­ci­o­nal do En­si­no Mé­dio (Enem). A pos­si­bi­li­da­de de se es­tu­dar nos ho­rá­ri­os mais con­ve­ni­en­tes, ti­rar dú­vi­das e tro­car ex­pe­ri­ên­ci­as com ou­tros es­tu­dan­tes e professores são as mai­o­res van­ta­gens dos gru­pos on­li­ne.

So­men­te os cha­ma­dos Fa­ce­gru­pos do Cur­so Des­com­pli­ca têm 300 mil es­tu­dan­tes — 56 mil de­les só fo­ca­dos em Redação. Já o Qcon­cur­sos.com, mai­or pla­ta­for­ma do Bra­sil de es­tu­dos pa­ra pro­ces­sos se­le­ti­vos aca­dê­mi­cos, tem 7 mi­lhões de usuá­ri­os ati­vos e ban­cos de da­dos com 800 mil ques­tões. A re­no­ma­da pla­ta­for­ma vir­tu­al QG do Enem, por sua vez, tem mais de 270 mil inscritos e 11 mi­lhões de vi­su­a­li­za­ções no ca­nal do cur­so no YouTu­be.

O si­te do Qcon­cur­sos.com fa­ci­li­ta tam­bém a in­te­ra­ção en­tre alu­nos e professores, es­ti­mu­lan­do os es­tu­dos. O mé­to­do se con­cen­tra nas ques­tões ob­je­ti­vas, fe­cha­das ou de múl­ti­pla es­co­lha. Os alu­nos po­dem res­pon­der às ques­tões, in­te­ra­gir, cri­ar e co­men­tar posts na ti­me­li­ne.

“Es­sa in­te­ra­ção é uma fer­ra­men­ta in­crí­vel pa­ra o apren­di­za­do. Eles cri­am gru­pos em di­ver­sos ca­nais pa­ra dis­cu­ti­rem ex­pe­ri­ên­ci­as

Mé­to­do se ba­seia em ques­tões ob­je­ti­vas ou de múl­ti­pla es­co­la, pre­sen­tes nos exa­mes

em bus­ca de so­lu­ções das ques­tões”, co­men­ta Fer­nan­do Ben­tes, di­re­tor aca­dê­mi­co do Qcon­cur­sos.com, que tem mé­dia de 2 mi­lhões de re­so­lu­ções de pro­ble­mas diá­ri­os.

A alu­na Ni­via Ma­ria San­tos, de 31 anos, usa a pla­ta­for­ma. Ela já foi apro­va­da em dois con­cur­sos. “As trocas de res­pos­tas nos es­ti­mu­lam sem­pre a pes­qui­sar”, jus­ti­fi­ca a es­tu­dan­te.

Edu­ar­do Val­la­da­res, co­or­de­na­dor pe­da­gó­gi­co do Des­com­pli­ca, res­sal­ta que um dos pi­la­res do cur­so é jus­ta­men­te a re­de de apoio en­tre os pró­pri­os alu­nos. “Nós usa­mos o Fa­ce­bo­ok, por exem­plo, co­mo pla­ta­for­ma de recursos pa­ra a trans­mis­são de vídeos, ar­qui­vos e do­cu­men­tos”, ex­pli­ca.

Lu­cas Ca­la­zans, es­tu­dan­te do Des­com­pli­ca que quer cur­sar Me­di­ci­na, con­ta que tro­ca idei­as num gru­po de 12 es­tu­dan­tes. “A aju­da mú­tua nos dá mais con­fi­an­ça e só nos faz cres­cer”, ga­ran­te.

Com o le­ma ‘Es­tu­de do seu jei­to. Saia na fren­te!’, os alu­nos do QG or­ga­ni­zam seus gru­pos. Mas sem­pre ori­en­ta­dos por professores. “Aler­ta­mos pa­ra dois pon­tos: com­pro­mis­so com a ro­ti­na de es­tu­dos e cui­da­do com as dis­tra­ções”, des­ta­ca o pro­fes­sor Edu­ar­do Gal­ves, lem­bran­do que um dos prin­ci­pais be­ne­fí­ci­os de se es­tu­dar on­li­ne é o fi­nan­cei­ro, já que os gas­tos são bem me­no­res que cur­sos pre­sen­ci­ais.

DI­VUL­GA­ÇÃO

Edu­ar­do Gal­ves, do QG, elo­gia es­tu­dos on­li­ne, mas re­co­men­da aten­ção e com­pro­mis­so com ho­rá­ri­os

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.