Jus­ti­ça vai re­ca­das­trar 300 mil elei­to­res na re­gião

ELEI­ÇÕES Ob­je­ti­vo é co­lo­car em fun­ci­o­na­men­to, já nas pró­xi­mas elei­ções, o sis­te­ma bi­o­mé­tri­co de iden­ti­fi­ca­ção; ser­vi­ço co­me­ça a ser exe­cu­ta­do em mar­ço, ao cus­to de R$ 7 por pes­soa

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM - Leonardo Fi­lho

le­o­nar­do­fi­lho@odi­a­rio.com Cer­ca de 300 mil elei­to­res da re­gião de Ma­rin­gá de­vem pas­sar pe­lo re­ca­das­tra­men­to bi­o­mé­tri­co já pa­ra as elei­ções de 2014. A me­ta do Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Elei­to­ral (TRE) do Pa­ra­ná é re­ca­das­trar ci­da­dãos em pra­ti­ca­men­te to­do o Es­ta­do. Na área do Fórum Elei­to­ral de Ma­rin­gá, a ex­pec­ta­ti­va é de in­cluir 100% do elei­to­ra­do no no­vo sis­te­ma de vo­to.

A in­for­ma­ção foi con­fir­ma­da pe­lo de­sem­bar­ga­dor Ro­gé­rio Ka­naya­ma, pre­si­den­te do TRE, e pe­lo di­re­tor do Fórum ma­rin­ga­en­se, o juiz elei­to­ral Jai­me Sou­za Sam­paio. Ka­naya­ma es­te­ve em Ma­rin­gá acom­pa­nha­do do cor­re­ge­dor e vi­ce-pre­si­den­te do tri­bu­nal, Ro­gé­rio Co­e­lho, pa­ra a inau­gu­ra­ção do no­vo fórum elei­to­ral da ci­da­de. Co­e­lho vai pre­si­dir o TRE no pró­xi­mo bi­ê­nio.

Além de Ma­rin­gá, o Fórum Elei­to­ral ins­ta­la­do na ci­da­de aten­de aos mu­ni­cí­pi­os de Flo­res­ta, Pai­çan­du, Iva­tu­ba e Dou­tor Camargo. Se­gun­do o de­sem­bar­ga­dor Ka­naya­ma, a in­ten­ção com o ca­das­tro é agi­li­zar e tor­nar o pro­ces­so elei­to­ral ain­da mais se­gu­ro. “A par­tir de mar­ço do ano que vem, qu­e­re­mos co­me­çar a fa­zer es­se tra­ba­lho. Pa­ra atin­gir to­dos os elei­to­res, pre­ten­de­mos fa­zer mu­ti­rões e cam­pa­nhas pa­ra cha­mar as pes­so­as.”

A es­ti­ma­ti­va do TRE é con­cluir o tra­ba­lho até o fim de 2013. Além de Ma­rin­gá, a re­gião de Lon­dri­na é ou­tra que de­ve ser con­tem­pla­da com o ser­vi­ço. “Es­se pra­zo po­de ser pror­ro­ga­do. Ca­so fal­te al­gum re­cur­so, po­de­mos fi­na­li­zar em ou­tro pe­río­do. O cus­to de to­do o tra­ba­lho fi­ca em tor­no de R$ 7 por elei­tor”, ex­pli­cou.

Es­te ano, no Pa­ra­ná ape­nas Cu­ri­ti­ba e Bal­sa No­va re­a­li­za­ram elei­ções com o sis­te­ma de bi­o­me­tria. “Te­ve um re­sul­ta­do mui­to bom. O tra­ba­lho deu cer­to e por is­so apos­ta­mos que da­rá nas ou- tras ci­da­des do Es­ta­do. Ge­ra um pou­co de trans­tor­no na ho­ra de exe­cu­tar o tra­ba­lho, mas depois flui nor­mal­men­te”, co­men­tou Ka­naya­ma.

Tec­no­lo­gia

A bi­o­me­tria é usa­da no mo­men­to em que o elei­tor che­ga na se­ção de vo­ta­ção. Em vez de as­si­nar, ele po­si­ci­o­na o dedo so­bre um lei­tor di­gi­tal, que au­to­ma­ti­ca­men­te libera a ur­na pa­ra que ele pos­sa vo­tar. “É um pro­ces­so mui­to se­gu­ro, que evi­ta ris­cos de frau­de”, ex­pli­cou o de­sem­bar­ga­dor.

Após o re­ca­das­tra­men­to, fei­to uma vez, o elei­tor não pre­ci­sa vol­tar pa­ra fa­zer atu­a­li­za­ções. De acor­do com Ka­naya­ma, a me­ta do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE) é re­ca­das­trar to­do o elei­to­ra­do no Bra­sil até 2018. “Exis­tem gran­des ci­da­des que têm es­sa di­fi­cul­da­de por cau­sa da quan­ti­da­de de elei­to­res. Is­so de­pen­de mui­to de ca­da tri­bu­nal”.

Ro­gé­rio Ka­naya­ma, pre­si­den­te do TRE, so­bre o uso do sis­te­ma bi­o­mé­tri­co pa­ra iden­ti­fi­ca­ção de elei­to­res, já usa­do em Cu­ri­ti­ba e Bal­sa No­va

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.