Co­mis­são de Éti­ca ou­vi­rá en­vol­vi­dos em es­que­ma

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Tâ­nia Mon­tei­ro

A Co­mis­são de Éti­ca Pú­bli­ca da Pre­si­dên­cia da República de­ci­diu on­tem pe­dir in­for­ma­ções ao exad­vo­ga­do-ge­ral ad­jun­to da União José We­ber Ho­lan­da e aos irmãos Pau­lo e Ru­bens Vi­ei­ra (ex-di­re­to­res da Agên­cia Na­ci­o­nal de Águas (ANA) e Agên­cia Na­ci­o­nal de Avi­a­ção Ci­vil (Anac)) e à ex-che­fe de ga­bi­ne­te do es­cri­tó­rio da Pre­si­dên­cia em São Pau­lo Ro­se­mary Nó­voa No­ro­nha so­bre as de­nún­ci­as da Ope­ra­ção Porto Se­gu­ro, que des­man­te­lou um es­que­ma de com­pra de pa­re­ce­res frau­du­len­tos no go­ver­no. A Co­mis­são vai tam­bém en­ca­mi­nhar ofí­cio à 5ª Va­ra da Jus­ti­ça Fe­de­ral pe­din­do có­pia do inqué­ri­to.

O pre­si­den­te da Co­mis­são, Amé­ri­co La­com­be, in­for­mou que os qua­tro en­vol­vi­dos nas de­nún­ci­as têm dez di­as a par­tir do mo­men­to que re­ce­be­rem o pe­di­do for­mal pa­ra en­ca­mi­nha­rem à co­mis­são as in­for­ma­ções so­li­ci­ta­das. A Co­mis­são pre­ten­de fa­zer uma reu­nião ex­tra­or­di­ná­ria en­tre os di­as 16 e 17 de de­zem­bro pa­ra ava­li­ar as in­for­ma­ções re­ce­bi­das e de­li­be­rar so­bre o que fa­zer em re­la­ção a elas.

Se­gun­do La­com­be, não há mo­ti­vo, “pe­lo me­nos por en­quan­to”, pa­ra que se­ja con­vo­ca­do o mi­nis­tro-che­fe da Ad­vo­ca­cia-Ge­ral da União (AGU), Luís Iná­cio Adams. “Não vi­mos com­pro­mis­so de­le. Se o We­ber não se com­por­tou bem, a cul­pa é de­le (We­ber)”, dis­se. “O ad­vo­ga­do-ge­ral da União ape­nas o in­di­cou. Ele tem a pre­sun­ção da ino­cên­cia”, com­ple­tou, jus­ti­fi­can­do que, em um se­gun­do mo­men­to, po­de ser que o mi­nis­tro Adams te­nha que dar ex­pli­ca­ções. La­com­be evi­tou tam­bém ad­mi­tir que o ex­pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va pos­sa ser cha­ma­do pe­la co- mis­são. “Va­mos ver depois. De­grau por de­grau”, des­ta­cou.

O pre­si­den­te da Co­mis­são ad­mi­tiu que, mes­mo os que já fo­ram afas­ta­dos do ser­vi­ço pú­bli­co, po­de­rão so­frer cen­su­ra éti­ca. “Os que so­frem cen­su­ra éti­ca per­dem a con­di­ção de re­pu­ta­ção ili­ba­da”, dis­se. Es­sa si­tu­a­ção po­de pre­ju­di­cá-los no ca­so de al­gu­ma ou­tra con­tra­ta­ção no ser­vi­ço pú­bli­co, além de di­fi­cul­tar a de­fe­sa de­les.

La­com­be co­men­tou ain­da a de­ci­são da pre­si­den­te Dil­ma Rousseff de edi­tar nos pró­xi­mos di­as o de­cre­to que es­ta­be­le­ce a “fi­cha lim­pa” na ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca. Ele elo­gi­ou a ini­ci­a­ti­va e dis­se que “nun­ca é tar­de”. Se­gun­do o pre­si­den­te da Co­mis­são de Éti­ca, to­dos os po­de­res de­ve­ri­am in­cluir es­sa exi­gên­cia da fi­cha lim­pa. “Não é só pa­ra car­go ele­ti­vo que is­so de­ve va­ler. Is­so é uma con­di­ção pa­ra o ser­vi­dor pú­bli­co”, res­sal­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.