Lei da Fi­cha Lim­pa pre­ci­sa­rá ser re­vis­ta

Pro­je­to en­vi­a­do à Câ­ma­ra pe­la atu­al ad­mi­nis­tra­ção fe­re, pe­lo me­nos, três prin­cí­pi­os cons­ti­tu­ci­o­nais e nem se­quer che­gou a ser apre­ci­a­do em ple­ná­rio pe­los ve­re­a­do­res

O Diario do Norte do Parana - - REGIÃO - Luiz de Car­va­lho

car­va­lho@odi­a­rio.com O pro­je­to de Lei de au­to­ria do Exe­cu­ti­vo, pa­ra im­pe­dir pes­so­as com pro­ble­mas com a Jus­ti­ça de ocu­pa­rem car­gos co­mis­si­o­na­dos na Pre­fei­tu­ra de Pa­ra­na­city (a 74 quilô­me­tros de Ma­rin­gá), foi con­si­de­ra­do in­cons­ti­tu­ci­o­nal e não se­rá vo­ta­do pe­la Câ­ma­ra nes­te fim de ano. A ma­té­ria, no en­tan­to, de­ve­rá re­tor­nar à pau­ta na pró­xi­ma le­gis­la­tu­ra, es­pe­ci­al­men­te, por­que, nes­ta se­ma­na, a pro­mo­to­ra de Jus­ti­ça Ro­sany Pe­rei­ra Or­fon re­co­men­dou que as câ­ma­ras de ve­re­a­do­res dos mu­ni­cí­pi­os da Co­mar­ca cri­em e re­gu- la­men­tem um pro­je­to pa­ra ve­dar con­tra­ta­ções pa­ra car­gos em co­mis­são de pes­so­as in­cluí­das nos ar­ti­gos da Lei da Fi­cha Lim­pa.

O pro­je­to foi en­ca­mi­nha­do à Câ­ma­ra no mês pas­sa­do e, des­de o iní­cio, pro­vo­cou po­lê­mi­ca na ci­da­de. A pro­pos­ta foi con­si­de­ra­da uma ar­ma­di­lha da atu­al ad­mi­nis­tra­ção pa­ra pre­ju­di­car a pre­fei­ta elei­ta Ed­nea Bu­chi Ba­tis­ta (PSDB). “To­dos os ve­re­a­do­res e a po­pu­la­ção em ge­ral são fa­vo­rá­veis à Lei da Fi­cha Lim­pa, por­que en­ten­de­mos que ela é um avan­ço na po­lí­ti­ca bra­si­lei­ra. Ela vi­sa ao aper­fei­ço­a­men­to das ins­ti­tui­ções, mas a pro­po­si­ção que che­gou à Câ­ma­ra de Pa­ra­na­city era par­ci­al, ge­rou cons­tran­gi­men­to pa­ra os ve­re­a­do­res e não con­du­zia com os an­sei­os da po­pu­la­ção”, de­cla­rou o ve­re­a­dor Má­rio Gus­man (PMN). “Os ve­re­a­do­res, in­de­pen­den­te­men­te de gru­pos po­lí­ti­cos a que es­te­jam li­ga­dos, sen­ti­ram-se cons­tran­gi­dos em vo­tar uma lei que cla­ra­men­te vi­sa­va a pre­ju­di­car a futura ad­mi­nis­tra­ção”, res­sal­tou.

O pro­je­to nem se­quer che­gou ao ple­ná­rio, pois tan­to a Co­mis­são de Jus­ti­ça e Re­da­ção quan­to a As­ses­so­ria Ju­rí­di­ca da Câ­ma­ra en­con­tra­ram pe­lo me­nos três pon­tos que con­tra­ri­a­vam a Cons­ti­tui­ção Fe­de­ral. “Sou fa­vo­rá­vel à ado­ção da Lei da Fi­cha Lim­pa em to­das as ins­tân­ci­as do poder pú­bli­co, des­de que não ha­ja ca­suís­mos”

A pre­fei­ta elei­ta Ed­nea Ba­tis­ta en­ten­de que o pro­je­to do pre­fei­to Ya­ma­mo­to vi­sou a im­pe­dir que o ma­ri­do de­la, o ex-pre­fei­to Ro­lão Ba­tis­ta, vis­to co­mo o men­tor do gru­po, ocu­pas­se al­gum car­go na futura ad­mi­nis­tra­ção. Ela, no en­tan­to, diz ser fa­vo­rá­vel à ado­ção da Lei da Fi­cha Lim­pa em to­das as ins­tân­ci­as do poder pú­bli­co, “des­de que não se­ja re­sul­ta­do de ca­suís­mos, co­mo qua­se acon­te­ceu em Pa­ra­na­city”.

A re­co­men­da­ção da pro­mo­to­ra Ro­sany Or­fon é que en­tre as ações con­de­ná­veis en­glo­ba­das pe­la Fi­cha Lim­pa es­te­jam im­pro­bi­da­de ad­mi­nis­tra­ti­va, abu­so de poder econô­mi­co ou po­lí­ti­co, en­ri­que­ci­men­to ilí­ci­to e le­são ao pa­trimô­nio pú­bli­co. A re­co­men­da­ção foi fei­ta a to­dos os mu­ni­cí­pi­os da Co­mar­ca: Cru­zei­ro do Sul, Ina­já, Jar­dim Olin­da, Pa­ra­na­city e Pa­ra­na­po­e­ma.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.