Pau­li­nho quer que Ti­mão se pre­o­cu­pe com es­treia

Vo­lan­te su­ge­re que equi­pe evi­te er­ros co­me­ti­dos por ou­tros bra­si­lei­ros que fo­ca­ram ad­ver­sá­ri­os eu­ro­peus e so­fre­ram su­fo­co di­an­te de ‘cod­ju­van­tes’

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES - Da Agên­cia Es­ta­do

re­da­cao@odi­a­rio.com O vo­lan­te Pau­li­nho es­tá pre­o­cu­pa­do com um ví­cio dos clu­bes bra­si­lei­ros que dis­pu­tam o Mun­di­al de Clu­bes da Fi­fa: pen­sar prin­ci­pal­men­te no du­e­lo con­tra os ti­mes eu­ro­peus e co­lo­car em se­gun­do pla­no o pri­mei­ro jo­go, a se­mi­fi­nal, que en­vol­ve te­o­ri­ca­men­te os ri­vais mais fra­cos. “O Mun­di­al não é o só Chel­sea. Não po­de­mos pen­sar lá na fren­te e quei­mar eta­pas. Te­mos de pla­ne­jar e jo­gar uma par­ti­da de ca­da vez. Nos­sa pri­mei­ra par­ti­da é a mais im­por­tan­te de to­das”, dis­se o jo­ga­dor

O ad­ver­sá­rio do Co­rinthi­ans na es­treia do Mun­di­al ain­da não es­tá de­fi­ni­do: San­frec­ce Hi­roshi­ma, do Ja­pão, e Auc­kland City, da No­va Ze­lân­dia, se en­fren­tam nes­ta quin­ta-fei­ra e o ven­ce­dor vai en­ca­rar o Al Ahly, do Egi­to. Só en­tão se­rá co­nhe­ci­do o ri­val co­rin­ti­a­no. As par­ti­ci­pa­ções an­te­ri­o­res dos bra­si­lei­ros dão ra­zão ao vo­lan­te do Co­rinthi­ans. Em 2005, o São Pau­lo pas­sou um se­mes­tre es­pe­ran­do o con­fron­to con­tra o Li­ver­po­ol na fi­nal pro­vá­vel do Mun­di­al. Na pri­mei­ra par­ti­da so­freu mui­to mais do que es­pe­ra­do pa­ra ga­nhar por 3 a 2 do Al It­tihad, da Ará­bia Sau­di­ta. De- pois do em­pa­te por 1 a 1, o São Pau­lo abriu dois gols de van­ta­gem, mas le­vou su­fo­co nos quin­ze mi­nu­tos fi­nais. Em 2010, o In­ter­na­ci­o­nal co­me­teu o mes­mo er­ro e so­freu cas­ti­go ain­da mai­or: foi eli­mi­na­do pe­lo Ma­zem­be, do Con­go, por 2 a 0, e nem che­gou à fi­nal con­tra a In­ter­na­zi­o­na­le, de Mi­lão. “Quan­do o ad­ver­sá­rio for de­fi­ni­do, o Ti­te vai pas­sar to­das as in­for­ma­ções pa­ra que o ti­me do Co­rinthi­ans en­tre pre­pa­ra­do”, dis­se o vo­lan­te Ralf.

Na te­o­ria, Ti­te já es­tá pre­pa­ra­do. “O Hi­roshi­ma jo­ga num 36-1, com dois alas es­pe­ta­dos que vol­tam pa­ra mar­car. São bons na tran­si­ção de ve­lo­ci­da­de. O Al Ahly tem du­as li­nhas de qua­tro, com mais dois ata­can­tes. É um ti­me de for­ça, de im­po­si­ção. Já so­bre o Auc­kland não te­nho tan­tas in­for­ma­ções, mas vou ter mais tem­po pa­ra ver quan­do che­gar ao Ja­pão”.

Luis Mou­ra/ae-ar­qui­vo

Des­ta­que na equi­pe co­rin­ti­a­na, vo­lan­te pe­de fo­co to­tal do gru­po

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.