To­tal de bol­sas do Fi­es cres­ce 502% em 2 anos

Nú­me­ros re­la­ti­vos a Ma­rin­gá são exem­plo prá­ti­co de co­mo a des­bu­ro­cra­ti­za­ção do aces­so ao fi­nan­ci­a­men­to e a que­da nos ju­ros au­men­ta­ram a pro­cu­ra pe­lo sis­te­ma

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Car­la Gu­e­des

car­la@odi­a­rio.com Ta­xas de ju­ros mais bai­xas, mais pra­zo pa­ra qui­tar o em­prés­ti­mo e fim da exi­gên­cia do fi­a­dor fi­ze­ram o nú­me­ro de uni­ver­si­tá­ri­os com bol­sas do Fun­do de Fi­nan­ci­a­men­to ao Es­tu­dan­te do En­si­no Su­pe­ri­or (Fi­es) cres­cer 502% em 2 anos em Ma­rin­gá - em 2010, eram 665 alu­nos. Es­te ano são 4.008.

Em to­do o País, os fi­nan­ci­a­men­tos cres­ce­ram 369% no nú­me­ro de bol­sas en­tre 2010 e 2012. Se­gun­do o Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção, em 2010 eram 76.120 con­tra­tos do Fi­es. Es­te ano já são 587.271. Há 2 anos, as so­mas dos con­tra­tos eram de R$ 451,1 mi­lhões, con­tra R$ 2,4 bi­lhões de ago­ra.

As mu­dan­ças que des­bu­ro­cra­ti­za­ram o Fi­es fo­ram pro­mo­vi­das em 2010. O Fun­do Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to da Edu­ca­ção (FNDE) pas­sou a ser o agen­te fi­nan­cei­ro do pro­gra­ma e fez os ju­ros caí­rem de 6,8% pa­ra 3,4% ao ano. O fi­a­dor dei­xou de ser exi­gi­do pa­ra es­tu­dan­tes com ren­da fa­mi­li­ar men­sal per ca­pi­ta de até um sa­lá­rio mí­ni­mo e meio e o pra­zo de ca­rên­cia au­men­tou de 6 pa­ra 18 me­ses.

Es­tu­dan­te do se­gun­do ano de Ci­ên­ci­as Con­tá­beis, André Lu­cas Du­e­nha Fa­ria só es­tá na uni­ver­si­da­de por­que te­ve o fi­nan­ci­a­men­to es­tu­dan­til apro­va­do. Sem con­di­ções de ar­car com os R$ 498 da men­sa­li­da­de, ele re­cor­reu ao Fi­es depois de re­ce­ber di­cas de co­le­gas. “Era a for­ma mais viá­vel de cur­sar a gra­du­a­ção sem ter que pagar ago­ra”, diz ele, que es­tu­da à noi­te e tra­ba­lha co­mo ope­ra­dor de call cen­ter de ma­nhã.

Fi­lho úni­co de pais que cur­sa­ram até o en­si­no mé­dio, Fa­ria afir­ma que sem o Fi­es o pa­ga­men­to das men­sa­li­da­des com­pro­me­te­ria gran­de fa­tia da ren­da da fa­mí­lia. “Te­ría­mos que fa­zer mui­to sa­cri­fí­cio. Meus pais se sen­tem re­a­li­za­dos por te­rem um fi­lho cur­san­do a gra­du­a­ção, por­que não ti­ve­ram chan­ce de es­tu­dar.”

Evandro da Sil­va Oli­vei­ra tam­bém es­tá en­tre os uni­ver­si­tá­ri­os com Fi­es em Ma­rin­gá. Ele es­tá no pri­mei­ro ano de Jor­na­lis­mo e con­ta que tentou in­gres­sar pri­mei­ro no Pro­gra­ma Uni­ver­si­da­de pa­ra To­dos (Prou­ni), mas de­sis­tiu por­que o cur­so não es­ta­va in­cluí­do. “Eu mo­ro so­zi­nho. O Fi­es foi a me­lhor op­ção pa­ra en­trar na fa­cul­da­de.” A men­sa­li­da­de do cur­so é de qua­se R$ 800.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.