Na­tu­re­za

Ex­po­si­ção “No Co­ra­ção da Na­tu­re­za”, do mé­di­co e fo­tó­gra­fo Mar­cos Fran­che­ti, em­be­le­za o Mer­ca­dão Mu­ni­ci­pal com fo­tos de pai­sa­gens do Bra­sil e do mun­do

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

re­da­cao@odi­a­rio.com Con­ver­san­do com Mar­cos Fran­che­ti so­bre fo­to­gra­fia é im­pos­sí­vel não ter cer­te­za de que ele é um apai­xo­na­do por es­se ti­po de ar­te. Aos 36 anos, de­mons­tra co­nhe­ci­men­to téc­ni­co de dar in­ve­ja a qual­quer um que es­te­ja ini­ci­an­do nos cli­ques. Mé­di­co de pro­fis­são, Fran­che­ti co­me­çou a exer­cer o gos­to por fo­tos há oi­to anos, quan­do com­prou a pri­mei­ra câ­me­ra di­gi­tal com­pac­ta. “A câ­me­ra ana­ló­gi­ca não me agra­da­va. A par­tir daí, fui me in­te­res­san­do ca­da vez mais.”

O car­di­o­lo­gis­ta in­ter­ven­ci­o­nis­ta co­le­ci­o­na em ca­sa in­con­tá- veis fo­to­gra­fi­as de um hobby le­va­do mui­to a sé­rio. Ao to­do, 21 exem­pla­res des­ta co­le­ção fa­zem par­te da ex­po­si­ção “No co­ra­ção da Na­tu­re­za”, que es­tá sen­do re­a­li­za­da no Mer­ca­dão Mu­ni­ci­pal de Ma­rin­gá e vai até o dia 3 de ja­nei­ro. A en­tra­da é fran­ca.

Au­to­di­da­ta, ele não pre­ci­sou fa­zer cur­sos de fo­to­gra­fia. Apren­deu o ofí­cio por meio de ob­ser­va­ção e lei­tu­ras de li­vros e re­vis­tas es­pe­ci­a­li­za­das. Fran­che­ti apro­vei­ta as vi­a­gens que faz a con­gres­sos pa­ra re­gis­trar ima­gens de pai­sa­gens na­tu­rais. “Fa­ço apro­xi­ma­da­men­te se­te mil fo­tos em ca­da lu­gar que vi­si­to. Che­ga a ser uma ob­ses­são,” de­cla­ra.

Com tan­to ma­te­ri­al em mãos, o mé­di­co con­ta que foi di­fí­cil se­le­ci­o­nar as fo­tos que fa­ri­am par­te da mos­tra. As ima­gens es­co­lhi­das fo­ram cap­tu­ras nos úl­ti­mos cin­co anos e fo­ram fei­tas nos es­ta­dos do Ari­zo­na e Ca­li­fór­nia, nos Es­ta­dos Uni­dos, na Bél­gi­ca, Itá­lia, Ve­ne­zu­e­la e no pan­ta­nal sul-ma­to-gros­sen- se, em len­çóis ma­ra­nhen­ses e em Ma­ceió, no Bra­sil. “Se­pa­rei as fo­tos dos lu­ga­res que mais me cha­ma­ram a aten­ção por se­rem exó­ti­cos”, ex­pli­ca.

A fo­to­gra­fia pre­fe­ri­da de Fran­che­ti é a que re­tra­ta o por do sol no Grand Canyon, no Ari­zo­na. Se­gun­do o mé­di­co, a be­le­za das fo­to­gra­fi­as é na­tu­ral. “O úni­co tra­ta­men­to fei­to é o bá­si­co, de con­tras­te e ajus­tes de cor.”

En­tre os ca­te­te­ris­mos e as an­gi­o­plas­ti­as co­muns na li­da diá­ria com a me­di­ci­na, Fran­che­ti pas­sa as ho­ras va­gas pes­qui- san­do pon­tos tu­rís­ti­cos, es­tu­dan­do ro­tei­ros e pro­gra­man­do o iti­ne­rá­rio dos pró­xi­mos des­ti­nos. An­tes de sur­gir a ideia da ex­po­si­ção, ele dis­po­ni­bi­li­za­va as ima­gens em si­tes seg­men­ta- dos, co­mo no “Re­fle­xos On­li­ne” e “Olha­res”. Depois da re­per­cus­são po­si­ti­va do tra­ba­lho, o mé­di­co pre­ten­de re­a­li­zar ou­tras mos­tras, cu­jos te­mas cen­trais se­rão ci­da­des no­tur­nas e aves.

Mar­cos Fran­che­ti

Das 21 fo­to­gra­fi­as na ex­po­si­ção “No Co­ra­ção da Na­tu­re­za”, a vis­ta do Mo­nu­met Val­ley, no Ari­zo­na, é a pre­fe­ri­da de Fran­che­ti

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.