Ca­sa de Cus­tó­dia vol­ta a re­gis­trar fu­ga por tú­nel

De­ten­tos es­ca­va­ram bu­ra­co sob o va­so sa­ni­tá­rio pa­ra es­ca­par da uni­da­de; Des­de a úl­ti­ma re­be­lião, em se­tem­bro do ano pas­sa­do, ca­sa ope­ra com um ter­ço da ca­pa­ci­da­de

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Ro­ber­to Sil­va

rsil­va@odi­a­rio.com Seis de­ten­tos fu­gi­ram da Ca­sa de Cus­tó­dia de Ma­rin­gá (CMM) na ma­dru­ga­da de do­min­go. Se­gun­do a Po­lí­cia Mi­li­tar (PM), os pre­sos – que es­ta­vam alo­ja­dos em uma ce­la da Ga­le­ria 35 - te­ri­am re­ti­ra­do o va­so sa­ni­tá­rio, ca­va­do um tú­nel até o la­do ex­ter­no da ala e pu­la­do o mu­ro da uni­da­de com uma cor­da fei­ta com ti­ras tran­ça­das com len­çóis, po­pu­lar­men­te co­nhe­ci­da co­mo “teresa”.

A fu­ga foi per­ce­bi­da por vol­ta das 5h30, quan­do os agen­tes de car­ce­ra­gem fo­ram ser­vir o ca­fé da ma­nhã. Foi re­a­li­za­do pa­tru­lha­men­to em to­da a re­gião, mas até a ma­nhã de on­tem ne­nhum dos pre­sos ha­via si­do re­cap­tu­ra­do.

A re­por­ta­gem apu­rou que en­tre os fo­ra­gi­dos es­tá We­lin­ton Ri­bei­ro, 22 anos, pre­so em abril de 2010 sob acu­sa­ção de matar o po­li­ci­al mi­li­tar Antônio Ricardo do Prado, 39 anos, du­ran­te as­sal­to a um pos­to de com­bus­tí­veis em Ma­rin­gá.

A lis­ta de fo­ra­gi­dos tam­bém in­clui Ro­ber­to Se­ni­se de Me­lo, 19 anos, pre­so por ho­mi­cí­dio; Pau­lo Ricardo de Oli­vei­ra Mar- tins, 25 anos, con­de­na­do por fur­to, rou­bo e trá­fi­co de en­tor­pe­cen­te; Mau­rí­lio Fa­bi­a­no Sau­de de Sou­za, 25 anos, con­de­na­do por fur­to, rou­bo e le­são cor­po­ral; Jo­se­lem Mu­nhoz Cam­pos, 26 anos, con­de­na­do por rou­bo, ho­mi­cí­dio e trá­fi­co de en­tor­pe­cen­te; e Fer­nan­do Ja­cin­to, 25 anos, con­de­na­do por rou­bo e fur­to qua­li­fi­ca­do.

Es­ta foi a ter­cei­ra fu­ga do gê­ne­ro re­gis­tra­da na CCM des­de a inau­gu­ra­ção da ca­sa, em ju­nho de 2008. A pe­que­na es­pes­su­ra do con­cre­to em­pre­ga­do no pi­so das ce­las, em es­pe­ci­al no as­sen­ta­men­to dos va­sos sa­ni­tá­ri­os, é apon­ta­da por fun­ci­o­ná­ri­os co­mo um gran­de fa­ci­li­ta­dor de fu­gas. Du­as re­be­liões, em mar­ço de 2009 e em se­tem­bro do ano pas­sa­do, com­pro­me­te­ram a es­tru­tu­ra do pre­sí­dio, que atu­al­men­te ope­ra com um ter­ço da ca­pa­ci­da­de ori­gi­nal.

Pro­cu­ra­da pe­la re­por­ta­gem, a as­ses­so­ria de im­pren­sa da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do de Jus­ti­ça, Ci­da­da­nia e Di­rei­tos Hu­ma­nos re­co­nhe­ceu a fra­gi­li­da­de da cons­tru­ção e in­for­mou que a uni­da­de pas­sa­rá por re­for­mas, pro­va­vel­men­te no iní­cio do pró­xi­mo ano. Ain­da de acor­do com a as­ses­so­ria, os pi­sos das ce­las tam­bém se­rão re­for­ça­das pa­ra evi­tar no­vas fu­gas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.