San­ci­o­na­da lei que exi­be Mer­ca­do pre­vê cres­ci­men­to me­nor e mais in­fla­ção im­pos­to em no­ta fis­cal

Com a no­va le­gis­la­ção, con­su­mi­dor vai sa­ber quan­to a car­ga de tri­bu­tos fe­de­rais, es­ta­du­ais e mu­ni­ci­pais in­flu­en­cia no pre­ço fi­nal da mer­ca­do­ria e ser­vi­ços Mu­dan­ça Ve­tos

O Diario do Norte do Parana - - ECONOMIA - Agên­cia Fo­lha

re­da­cao@ An­tes de em­bar­car pa­ra Pa­ris, a pre­si­den­te Dil­ma Rousseff san­ci­o­nou lei que ga­ran­te ao con­su­mi­dor bra­si­lei­ro ser in­for­ma­do so­bre o mon­tan­te de tri­bu­tos pa­gos nos pro­du­tos ad­qui­ri­dos. Eles pas­sa­rão a ser lis­ta­dos nas no­tas e cu­pons fis­cais a par­tir de ju­nho de 2013.

A san­ção foi pu­bli­ca­da, com cin­co ve­tos, na edi­ção de on­tem do “Diá­rio Ofi­ci­al da União”. En­tre as mu­dan­ças fei­tas pe­la pre­si­den­te, fo­ram re­ti­ra­dos da lei os ar­ti­gos que obri­ga­vam a dis­cri­mi­na­ção em no­ta do Im­pos­to de Ren­da (IR) e da Con­tri­bui­ção

So­ci­al so­bre Lu­cro Lí­qui­do (CSLL ). Na prá­ti­ca, da­qui a seis me­ses as em­pre­sas se­rão obri­ga­das a lis­tar se­te tri­bu­tos em ca­da no­ta ou cu­pom fis­cal emi­ti­do. Qu­em des­cum­prir a lei po­de ser en­qua­dra­do no Có­di­go de De­fe­sa do Con­su­mi­dor, que pre­vê san­ções co­mo mul­ta, sus­pen­são da ati­vi­da­de e cas­sa­ção da li­cen­ça de fun­ci­o­na­men­to.

Ha­via re­sis­tên­cia den­tro do go­ver­no pa­ra trans­for­mar em lei o pro­je­to apro­va­do pe­la Câ­ma­ra e pe­lo Se­na­do. Ape­sar de de­cla­ra­rem apoio à trans­pa­rên­cia, al­guns in­te­gran­tes do go­ver­no ale­ga­vam ser in­con­ve­ni­en­te de ter o gas­to com im­pos­tos fe­de­rais, es­ta­du­ais e mu­ni­ci­pais des­cri­tos ao fi­nal de uma com­pra, ex­pli­ci­tan­do a al­ta car­ga tri­bu­tá­ria pa­ga pe­lo con­su­mi­dor. Além do IR e da CSLL, fi­ca­ram de fo­ra tri­bu­tos que es­tão sen­do qu­es­ti­o­na­dos na Jus­ti­ça ou na es­fe­ra ad­mi­nis­tra­ti­va. O go­ver­no diz que es­ses tri­bu­tos são co­bra­dos so­bre o re­sul­ta­do das ope­ra­ções das em­pre­sas.

Is­so sig­ni­fi­ca que, sem lu­cro, uma em­pre­sa po­de es­tar isen­ta de pa­gá-los. No ca­so es­pe­cí­fi­co do IR, por exem­plo, o Exe­cu­ti­vo con­si­de­ra im­pos­sí­vel in­cluir in­for­ma­ções ba­se­a­das no lu­cro pre­su­mi­do das em­pre­sas.

Em men­sa­gem en­ca­mi­nha­da ao Se­na­do, Dil­ma jus­ti­fi­ca os ve­tos que eli­mi­na­ram os dois itens da lei, apon­tan­do di­fi­cul­da­de de es­pe­ci­fi­car o va­lor re­al de ca­da um de­les pa­ra o con­su­mi­dor.

“A apu­ra­ção dos tri­bu­tos que in­ci­dem di­re­ta­men­te na for­ma­ção do pre­ço é de di­fí­cil im­ple­men­ta­ção e a san­ção des­ses dis- po­si­ti­vos in­du­zi­ria a apre­sen­ta­ção de va­lo­res mui­to dis­cre­pan­tes da­que­les efe­ti­va­men­te re­co­lhi­dos, em afron­ta à pró­pria fi­na­li­da­de de tra­zer in­for­ma­ção ade­qua­da ao con­su­mi­dor fi­nal”, diz a men­sa­gem da pre­si­den­te.

Lei de 2006

Apre­sen­ta­da ao Con­gres­so em 2006, com mais de um mi­lhão de as­si­na­tu­ras, a lei pre­vê que se­jam com­pu­ta­dos glo­bal­men­te tri­bu­tos fe­de­rais, es­ta­du­ais e mu­ni­ci­pais que in­ci­dem so­bre pro­du­tos e ser­vi­ços.

A lei é fru­to de uma ini­ci­a­ti­va po­pu­lar que reu­niu as­si­na­tu­ras co­le­ta­das pe­la cam­pa­nha na­ci­o­nal “De Olho no Im­pos­to”, da As­so­ci­a­ção Co­mer­ci­al de São Pau­lo. Na se­ma­na pas­sa­da, ma­ni­fes­tan­tes se reu­ni­ram em São Pau­lo pa­ra pe­dir que Dil­ma apro­vas­se a pro­pos­ta. Mais in­fla­ção e me­nos cres­ci­men­to. Es­te é o ce­ná­rio pre­vis­to por ana­lis­tas de mer­ca­do pa­ra o en­cer­ra­men­to da eco­no­mia bra­si­lei­ra nes­te ano. Ao mes­mo tem­po, ana­lis­tas ajus­ta­ram a pro­je­ção do ín­di­ce usa­do pe­lo Ban­co Cen­tral pa­ra as me­tas de in­fla­ção. Se­gun­do o re­la­tó­rio Fo­cus, di­vul­ga­do on­tem pe­la au­to­ri­da­de mo­ne­tá­ria, a ex­pec­ta­ti­va é que o Ín­di­ce de Pre­ços ao Con­su­mi­dor Am­plo fi­que em 5,58%, aci­ma do nú­me­ro pre­vis­to na úl­ti­ma se­ma­na: 5,43%. Os nú­me­ros su­ge­rem ago­ra um avan­ço de 3,5% no PIB do pró­xi­mo ano, abai­xo dos 4% in­di­ca­dos há qua­tro se­ma­nas pe­los ana­lis­tas de mer­ca­do e na es­tei­ra do ain­da bai­xo ní­vel de in­ves­ti­men­to da eco­no­mia bra­si­lei­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.