Ti­mão so­fre com bai­xa tem­pe­ra­tu­ra em Na­goya

Frio in­ten­so, com ne­ve, tem si­do o prin­ci­pal ri­val da de­le­ga­ção que se pre­pa­ra pa­ra a es­treia na com­pe­ti­ção, nes­ta qu­ar­ta-fei­ra, di­an­te do Al Ahly, do Egi­to

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES - Rapha­el Ra­mos e Ví­tor Marques

O Co­rinthi­ans vi­a­jou pa­ra o Mun­di­al de Clu­bes da Fi­fa pre­pa­ra­do pa­ra o frio - só de ma­te­ri­al es­por­ti­vo o clube trou­xe 1,2 to­ne­la­da. Mas quan­do de­sem­bar­cou em Na­goya, o ti­me aca­bou sur­pre­en­di­do com tem­pe­ra­tu­ras mais bai­xas do que o pre­vis­to no Ja­pão. Não es­ta­va no ro­tei­ro, por exem­plo, ter de en­ca­rar ne­ve e por dois di­as se­gui­dos (do­min­go e nes­ta se­gun­da-fei­ra) ne­vou em Na­goya.

Na re­gião da pro­vín­cia de Ai­chi, on­de fi­ca Na­goya, não é co­mum fa­zer tan­to frio nes­ta épo­ca do ano, se­gun­do re­la­to de mo­ra­do­res Ne­ve, por exem­plo, só co­me­ça a fa­zer par­te da pai­sa­gem lo­cal a par­tir de ja­nei­ro. No ano pas­sa­do, quan­do o Santos dis­pu­tou o Mun­di­al e tam­bém fi­cou hos­pe­da­do em Na­goya, a tem­pe­ra­tu­ra mé­dia gi­ra­va em tor­no dos 9ºC e não ne­vou. Ago­ra, o Co­rinthi­ans tem trei­na- “Es­tá mui­to frio. Depois que pas­sa de uma cer­ta tem­pe­ra­tu­ra, o pé até con­ge­la” do com os termô­me­tros mar­can­do 2ºC e sen­sa­ção tér­mi­ca me­nor por cau­sa do ven­to e da umi­da­de.

A for­te ne­vas­ca que caiu na ma­nhã des­ta se­gun­da, in­clu­si­ve, fez com que fos­se co­gi­ta­da a pos­si­bi­li­da­de de o trei­no da tar­de ser can­ce­la­do e os jo­ga­do­res fa­ze­rem ape­nas exer­cí­ci­os fí­si­cos na aca­de­mia do ho­tel. Só hou­ve trei­no no es­tá­dio de Ka­riya por­que na par­te de tar­de a ne­ve ces­sou. “Es­tá fa­zen­do mais frio do que ima­gi­ná­va­mos”, dis­se o mé­di­co Jú­lio Stan­ca­ti.

Pa­ra evi­tar ris­cos de le­são, os exer­cí­ci­os de alon­ga­men­to da mus­cu­la­tu­ra dos jo­ga­do­res an­tes dos trei­nos do ti­me em ter­ri­tó- rio ja­po­nês es­tão sen­do mais lon­gos do que o co­mum. Mes­mo as­sim, os jo­ga­do­res re­cla­mam bas­tan­te da fal­ta de sen­si­bi­li­da­de nas ex­tre­mi­da­des do cor­po. “Es­tá mui­to frio. Depois que pas­sa de uma cer­ta tem­pe­ra­tu­ra, o pé até con­ge­la”, chiou o la­te­ral-es­quer­do Fábio Santos.

Nes­ta ter­ça, o Co­rinthi­ans trei­na no es­tá­dio de Toyo­ta, pal­co da par­ti­da des­ta qu­ar­ta con­tra o Al Ahly, do Egi­to. A ati­vi­da­de se­rá às 18h30 (ho­rá­rio lo­cal). É o pri­mei­ro trei­no no­tur­no da equi­pe des­de a che­ga­da ao Ja­pão e o úl­ti­mo tes­te pa­ra os jo­ga­do­res de adap­ta­rem à bai­xa tem­pe­ra­tu­ra que es­ta­rá na ho­ra jo­go - a pre­vi- são é de 1ºC. Pa­ra pi­o­rar, há vãos nas qua­tro la­te­rais do cam­po e en­tre a co­ber­tu­ra e a úl­ti­ma fi­lei­ra de as­sen­tos que for­mam ver­da­dei­ros cor­re­do­res de ven­tos que der­ru­bam ain­da mais a sen­sa­ção tér­mi­ca.

De acor­do com Stan­ca­ti, com ex­ce­ção de Pau­lo André, to­dos os jo­ga­do­res já es­tão ha­bi­tu­a­dos ao fu­so ho­rá­rio do Ja­pão (são 11 ho­ras de di­fe­ren­ça pa­ra o Bra­sil). O za­guei­ro foi o úni­co que ain­da es­ta­va com di­fi­cul­da­des pa­ra dor­mir e, en­tão, to­mou um re­mé­dio à ba­se de me­la­to­ni­na, hormô­nio pro­du­zi­do pe­lo pró­prio or­ga­nis­mo que re­gu­la o so­no.

Ma­ru­ko Aru/es­ta­dão Con­teú­do

Jo­ga­do­res trei­nam com termô­me­tros na mar­ca de 2º C e sen­sa­ção tér­mi­ca me­nor por cau­sa do ven­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.