Ba­ru­lho per­tur­ba no Jar­dim Pi­a­tã

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Luiz de Car­va­lho

car­va­lho@odi­a­rio.com Mo­ra­do­res do Jar­dim Pi­a­tã, pró­xi­mo ao fi­nal da Ave­ni­da Gu­ai­a­pó, em Ma­rin­gá, es­tão re­cla­man­do de su­pos­ta fal­ta de ação da Po­lí­cia Mi­li­tar (PM) di­an­te das re­cla­ma­ções con­tra um ho­mem que per­tur­ba a vi­zi­nhan­ça ou­vin­do mú­si­ca em al­to vo­lu­me.

O pro­ble­ma es­ta­ria acon­te­cen­do des­de ju­nho. “To­dos os sá­ba­dos, an­tes mes­mo de os vi­zi­nhos se le­van­ta­rem, ele la­va o car­ro e li­ga o som em um vo­lu­me que mais pa­re­ce um trio elé­tri­co”, dis­se uma mu­lher. “As ca­sas da vi­zi­nhan­ça che­gam a vi­brar.”

Ou­tra vi­zi­nha afir­ma ter te­le­fo­na­do pa­ra a PM, “mas o som es­ta­va tão al­to que o po­li­ci­al não con­se­guia en­ten­der o que eu di­zia e eu não o ou­via.” Ain­da de acor­do com re­la­tos dos re­cla­man­tes, a mú­si­ca to­ca du­ran­te to­do o fim de se­ma­na.

“Sou tra­ba­lha­do­ra, mas não te­nho a qu­em re­cor­rer. Não te­mos mais fim de se­ma­na, não po­de­mos as­sis­tir te­le­vi­são, con­ver­sar e nem aten­der te­le­fo­ne­mas”, re­cla­ma uma mu­lher, que já en­trou em con­ta­to com a Ou­vi­do­ria do Mu­ni­cí­pio e com a PM, mas não con­se­guiu res­pos­ta.

A PM es­cla­re­ceu que, nes­tes ca­sos, a pes­soa in­co­mo­da­da de­ve pro­cu­rar a De­le­ga­cia de Po­lí­cia Ci­vil ou a PM e re­gis­trar um bo­le­tim de ocor­rên­cia. Com is­to, qu­em es­ti­ver sen­do de­nun­ci­a­do po­de res­pon­der por per­tur­ba­ção do sos­se­go, além de ser cha­ma­do à Pro­mo­to­ria e ter que pagar mul­ta e pres­tar ser­vi­ços co­mu­ni­tá­ri­os. O di­re­tor de De­fe­sa So­ci­al do Mu­ni­cí­pio, Ro­gé­rio Mel­lo, ex­pli­ca que quan­to mais de­nún­ci­as fo­rem fei­tas, mai­o­res as chan-

do jor­nal ces de se re­sol­ver o pro­ble­ma. “Vá­ri­os re­gis­tros des­ta na­tu­re­za vão pe­sar, e a pes­soa pa­ga­rá por per­tur­bar os vi­zi­nhos”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.