São Pau­lo e Ti­gre fa­zem fi­nal no Mo­rum­bi

Tri­co­lo­res re­co­nhe­cem o fa­vo­ri­tis­mo so­bre a equi­pe ar­gen­ti­na, mas pre­gam cau­te­la con­tra o ad­ver­sá­rio que pro­me­te for­te mar­ca­ção e ca­tim­ba

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES - Fer­nan­do Fa­ro e Pau­lo Fa­ve­ro

No úl­ti­mo dia 7, o São Pau­lo com­ple­tou qua­tro anos sem con­quis­tar um tí­tu­lo - o úl­ti­mo foi o Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro de 2008, que en­cer­rou um ci­clo ven­ce­dor que ain­da te­ve ou­tros dois do Na­ci­o­nal, o Cam­pe­o­na­to Pau­lis­ta, a Co­pa Li­ber­ta­do­res e o Mun­di­al de Clu­bes da Fi­fa. Mas após uma sé­rie de tur­bu­lên­ci­as, re­for­mu­la­ções, tro­cas de téc­ni­co e mui­to so­fri­men­to, a equi­pe es­tá a uma vi­tó­ria sim­ples con­tra o Ti­gre, nes­ta qu­ar­ta-fei­ra, às 21h50, no Es­tá­dio do Mo­rum­bi, pa­ra con­quis­tar a Co­pa Sul-Ame­ri­ca­na e pôr um fi­nal a es­te je­jum.

Os in­gre­di­en­tes pa­ra uma noi­te de ga­la são to­dos co­nhe­ci­dos; de­ci­são con­tra um ri­val ar­gen­ti­no, es­tá­dio lotado, tem­pe­ra­tu­ra agra­dá­vel e a pos­si­bi­li­da­de de dar adeus a um jo­vem ído­lo que ga­nhou os tor­ce­do­res em ape­nas dois anos: Lu­cas fa­rá seu úl­ti­mo jo­go pe­lo clube an­tes de se trans­fe­rir pa­ra o Pa­ris SaintGer­main, em ja­nei­ro, e quer dar adeus le­van­tan­do o tro­féu. A fes­ta só não se­rá com­ple­ta por­que Luis Fa­bi­a­no foi ex­pul­so no em­pa­te em Bu­e­nos Ai­res e da­rá lu­gar a Wil­li­an José.

Se o con­fron­to na Ar­gen­ti­na es­can­ca­rou a enor­me di­fe­ren­ça téc­ni­ca en­tre os dois ti­mes, o si­nal de aler­ta fi­cou mais ace­so do que nun­ca no Mo­rum­bi. A exem­plo do que acon­te­ceu con­tra Uni­ver­si­dad Ca­tó­li­ca e, es­pe­ci­al­men­te, di­an­te da LDU de Lo­ja, a equi­pe não con­se­guiu cri­ar al­ter­na­ti­vas pa­ra rom­per a for­te mar­ca­ção e te­ve pouquís­si­mas chan­ces de gol. E a ex­pec­ta­ti­va é de que o ce­ná­rio se re­pi­ta no­va­men­te nes­ta qu­ar­ta. O téc­ni­co Nés­tor Go­ro­si­to de­ve apos­tar su­as fi­chas no con­ges­ti­o­na­men­to do meio de cam­po e ten­tar sur­pre­en­der os do­nos da ca­sa nas jo­ga­das de bo­la aé­rea.

Ape­sar de va­lo­ri­zar o ad­ver­sá­rio, tan­to o téc­ni­co Ney Fran­co quan­to os jo­ga­do­res não ne­gam que o São Pau­lo é o fa­vo­ri­to a fi­car com o tí­tu­lo. “A res­pon­sa­bi­li­da­de é to­da nos­sa, te­mos de en­trar em cam­po pa­ra fa­zer is­so (ser cam­peão) e pre­ci­sa­mos usar to­das as armas. Mas pre­ci­sa­mos fi­car aten­tos por­que te­mos mui­tos exem­plos de ti­mes tec­ni­ca­men­te in­fe­ri­o­res que fo­ram cam­peões. Eu mes­mo vi­vi is­so em 2005, quan­do fui cam­peão mi­nei­ro com o Ipa­tin­ga con­tra o

- Ro­gé­rio Ce­ni; Pau­lo Mi­ran­da, Ra­fa­el To­loi, Rho­dol­fo e Cor­tez; De­nil­son, Wel­ling­ton e Jad­son; Lu­cas, Wil­li­an José e Os­val­do. Ney Fran­co. Cru­zei­ro no Mi­nei­rão com 70 mil pes­so­as”, aler­tou o trei­na­dor.

Con­tro­le

Con­tro­lar os ner­vos não se­rá ape­nas uma cha­ve pa­ra en­con­trar o ca­mi­nho dos gols. Os jo­ga­do­res pre­ci­sa­rão mais uma vez en­fren­tar o jo­go du­ro - mui­tas ve­zes até des­le­al - dos ar­gen­ti­nos pa­ra não cair no er­ro de Luis Fa­bi­a­no, que foi ex­pul­so de ma­nei­ra to­la em Bu­e­nos Ai­res. “Pre­ci­sa­mos pe­gar o exem­plo de jo­ga­do­res que apa­nha­ram mui­to, fo­ram pro­vo­ca­dos e ti­ve­ram a pos­tu­ra que qu­e­re­mos. To­dos pre­ci­sam se­guir o exem­plo”, dis­se o téc­ni­co.

José Pa­trí­cio/es­ta­dão Con­teú­do

Na par­ti­da em Bu­e­nos Ai­res hou­ve em­pa­te em con­fron­to mar­ca­do por ex­pul­sões e jo­go vi­o­len­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.