Hi­bri­dis­mo

Or­ques­tra Fi­larmô­ni­ca Ce­su­mar apos­ta em “Con­cer­to de Na­tal” di­fe­ren­te, mes­clan­do can­ções na­ta­li­nas com mú­si­cas po­pu­la­res e mú­si­cas te­mas de fil­mes

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

es­ta­gi­a­rio.re­da­cao@odi­a­rio.com Des­ta vez, o ma­es­tro Da­vi Oli­vei­ra quis fu­gir um pou­co do tra­di­ci­o­nal. Es­te ano, o “Con­cer­to de Na­tal” da Or­ques­tra Fi­larmô­ni­ca Ce­su­mar (OFC) traz no pro­gra­ma mu­si­cal, além de can­ções na­ta­li­nas e clás­si­cas, com­po­si­ções po­pu­la­res e mú­si­cas te­mas de fil­mes. A apre­sen­ta­ção acon­te­ce ama­nhã, a par­tir das 21h, no Au­di­tó­rio Lu­za­mor. Atra­ção da se­ma­na do pro­je­to Con­vi­te à Mú­si­ca, a en­tra­da é fran­ca.

Du­ran­te cer­ca de uma ho­ra de apre­sen­ta­ção, o pú­bli­co po­de­rá apre­ci­ar es­ti­los va­ri­a­dos. O con­cer­to se­rá di­vi­di­do em du­as par­tes. Na pri­mei­ra, os 60 mú­si­cos que com­põem a or­ques­tra to­cam tre­chos da pe­ça mu­si­cal dos fil­mes “Gla­di­a­dor”, de Hans Zim­mer, “Dan­ça Ma­ca­bra”, de Ca­mil­le Saint-Saëns, e “Prín­ci­pe do Egi­to”, de Stephen Schwartz. To­cam tam­bém “Vo­zes da Pri­ma­ve­ra - Op. 410”, de Johann Strauss e a “Val­sa nº 2” da suí­te “O La­go dos Cis­nes”, de Tchai­kovsky.

“A di­ver­si­da­de de gê­ne­ros mu­si­cais atrai pes­so­as que nun­ca ou­vi­ram uma or­ques­tra e que le­vam uma ima­gem di­fe­ren­ci­a­da do tra­ba­lho da mú­si­ca sinfô­ni­ca. A po­pu­la­ri­za­ção da mú­si­ca or­ques­tra­da des­mis­ti­fi­ca e que­bra a re­sis­tên­cia das pes­so­as, tra­zen­do uma be­lís­si­ma apro­xi­ma­ção do pú­bli­co com as obras”, ex­pli­ca Oli­vei­ra.

Po­pu­lar

En­ga­na-se qu­em pen­sa que pe­ças com ape­lo po­pu­lar não po­dem ser tra­ba­lho­sas e den­sas. O vi­o­li­nis­ta Se­mai­as Reis faz par­te da OFC há no­ve anos e, du­ran­te o con­cer­to, vai exe­cu­tar pe­la pri­mei­ra vez o so­lo de “Dan­ça Ma­ca­bra”. Ele diz ter trei­na­do exaus­ti­va­men­te pa­ra a apre­sen­ta­ção. “O mais di­fí­cil não é a téc­ni­ca e sim con- se­guir pas­sar a emo­ção, trans­mi­tir aqui­lo que a mú­si­ca quer di­zer. É uma res­pon­sa­bi­li­da­de gran­de es­tar a fren­te exe­cu­tan­do o so­lo, mas é, ao mes­mo tem­po, mui­to gra­ti­fi­can­te.”

Na­ta­li­nas

As trom­be­tas, vi­o­lon­ce­los e con­tra­bai­xos só vão emi­tir acor­des na­ta­li­nos na se­gun­da par­te do con­cer­to, nas com­po­si­ções “Jin­gle Bells”, de Ja­mes Peir­pont, e “Pie Je­su”, de An­drew Loyd Web­ber. Es­ta úl­ti­ma te­rá par­ti­ci­pa­ção es­pe­ci­al da can­to­ra mi­rim Ema­nu­el­le Fer­di­nan­di, de só 8 anos, que tam­bém se apre­sen­tou jun­to à or­ques­tra du­ran­te a ce­rimô­nia de aber­tu­ra do Na­tal In­gá. O ma­es­tro Da­vi Oli­vei­ra diz que Ema- nu­el­le tem um ta­len­to pro­mis­sor. “Ape­sar da ida­de, ela tem ha­bi­li­da­de e dis­ci­pli­na mu­si­cal. Não te­nho dú­vi­das de que te­rá um fu­tu­ro bri­lhan­te.”

Úl­ti­ma apre­sen­ta­ção

O “Con­cer­to de Na­tal” se­rá a úl­ti­ma apre­sen­ta­ção do gru­po es­te ano. No mês pas­sa­do, os in­te­gran­tes re­ce­be­ram o tí­tu­lo de “Mé­ri­to Co­mu­ni­tá­rio”, na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal. Com no­ve anos de his­tó­ria, a OFC já con­so­li­dou seu tra­ba­lho jun­to ao pú­bli­co e re­a­li­zou mais de 200 apre­sen­ta­ções em Ma­rin­gá e re­gião. Se­gun­do o ma­es­tro, es­sa con­quis­ta é re­sul­ta­do da fo­men­ta­ção da cul­tu­ra na ci­da­de.“Com o in­cen­ti­vo da pre­fei­tu­ra, con­se­gui­mos cri­ar um pú­bli­co que acom­pa­nha e que gos­ta de mú­si­ca clás­si­ca em ge­ral. As­sim co­mo na fes­ta do Na­tal In­gá, te­nho cer­te­za de que qu­em for ao con­cer­to vai ado­rar e vi­brar.”

Divulgação

Or­ques­tra Fi­larmô­ni­ca Ce­su­mar (OFC) em con­cer­to na rei­nau­gu­ra­ção do Ca­lil; os 60 mú­si­cos da OFC fa­zem Con­cer­to de Na­tal ama­nhã, no Lu­za­mor

Divulgação

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.