Gon­za­gão

Tem­po­ra­da Uni­ver­si­tá­ria da UEM é en­cer­ra­da em gran­de es­ti­lo: com tri­bu­to pa­ra o Rei do Baião, com vá­ri­as apre­sen­ta­ções mu­si­cais, per­fo­man­ces te­a­trais e ce­ná­rio te­ma­ti­za­do

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

es­ta­gi­a­rio.re­da­cao@odi­a­rio.com “Que­ro ser lem­bra­do co­mo o san­fo­nei­ro que amou mui­to seu po­vo, o ser­tão, que can­tou as aves, os ani­mais, os pa­dres, os can­ga­cei­ros, os re­ti­ran­tes, os va­len­tes, os co­var­des, o amor.” Fo­ram es­sas as pa­la­vras di­tas pe­lo Rei do Baião du­ran­te o úl­ti­mo show re­a­li­za­do no dia 6 de ju­nho de 1989, no Te­a­tro Gu­a­ra­ra­pes, em Re­ci­fe.

Se es­ti­ves­se vi­vo, Luiz Gon­za­ga iria com­ple­tar ho­je 100 anos. Gon­za­gão foi um dos mais im­por­tan­tes fo­men­ta­do­res da cul­tu­ra do País e é re­co­nhe­cen­do a gran­di­o­si­da­de do seu le­ga­do que a 8ª Tem­po­ra­da Uni­ver­si­tá­ria da UEM con­cre­ti­za a ho­me­na­gem ao san­fo­nei­ro com o es­pe­tá­cu­lo “Vi­da de Vi­a­jan­te”, que se­rá apre­sen­ta­do ho­je e ama­nhã no Te­a­tro Ofi­ci­na da UEM, a par­tir das 20h30. A en­tra­da é gra­tui­ta.

Diferentes fa­ses da vi­da de Gon­za­ga se­rão re­tra­ta­das du­ran­te a apre­sen­ta­ção de qua­tro ban­das. O Gru­po Pau Bra­sil to­ca­rá as mú­si­cas que fi­ze­ram par­te do iní­cio da car­rei­ra de Gon­za­gão, na dé­ca­da de 40, prin­ci­pal­men­te aque­las con­ti­das no pri- mei­ro dis­co gra­va­do em par­ce­ria com Humberto Tei­xei­ra, en­tre as quais es­tá o su­ces­so “Asa Bran­ca”.

Em se­gui­da, a can­to­ra ma­rin­ga­en­se Mari Te­nó­rio exe­cu­ta o re­per­tó­rio que le­vou a mú­si­ca nor­des­ti­na pa­ra o gos­to po­pu­lar, a par­ce­ria do Rei do Baião com Zé Dan­tas. Com seus cha­péus de cou­ro, os can­ga­cei­ros do Cor­da Crua so­bem ao pal­co to­can­do as mú­si­cas“Nu­maSa­la­deRe­bo­co”,“Ro­en­do Unha”, “Pau de Ara­ra” e “Olha pro Céu”, con­tan­do com a par­ti­ci­pa­ção es­pe­ci­al de Ra­fa­el Mo­rais no vi­o­lão, Bar­ba­rá Tro­vão no vo­cal e Fer­nan­do Mo­ret­ti na per­curs­são. Depois, o Trio Ma­gu­jé re­to­ma as com­po­si­ções da dé­ca­da de 70 e 80, co­mo “Pa­go­de Rus­so”, “Cho­que Eco­ló­gi­co”, “Uma Pa­ra Mim, Ou­tra Pa­ra Tu” e fi­na­li­za com “A Ho­ra­doA­deus”.

Pa­ra João Gui­lher­me, vo­ca­lis­ta do Cor­da Crua, pres­tar tri­bu­to a Luiz Gon­za­ga é uma hon­ra. “Mi­nha ad­mi­ra­ção pe­lo rit­mo nor­des­ti­no sem­pre foi mui­to la­ten­te. Is­so, gra­ças ao cri­a­dor do for­ró”, de­cla­ra.

En­tre um show e ou­tro, haverá al­gu­mas per­for­man­ces te­a­trais ins­pi­ra­das nas le­tras de mú­si­cas de Gon­za­ga. O elen­co é for­ma­do por Lu­cas Fi­o­ri­no, Ná­ge­la Sou­za, Fer­na­da Ra­be­lo, Pau­la Bar­bo­sa, Jes­sé So­a­res e Camila Mar­ce­le. A di­re­ção é de Pe­dro Ochôa. O ce­ná­rio, mon­ta­do por André Onishi, sim­bo­li­za por meio de mo­nó­ti­pos (có­pi­as de de­se­nhos) da li­te­ra­tu­ra de cor­del os ares do ser­tão.

O es­pe­tá­cu­lo“Vi­da de Vi­a­jan­te” en­cer­ra a pro­gra­ma­ção da Tem­po­ra­da Uni­ver­si­tá­ria da UEM, que, des­de o dia 2 de no­vem­bro, tem pro­mo­vi­do ma­ni­fes­ta­ções ar­tís­ti­cas de dan­ça, te­a­tro e mú­si­ca na ci­da­de a pre­ços aces­sí­veis. Es­te ano, mais de dez gru­pos ti­ve­ram a opor­tu­ni­da­de de mos­trar o ta­len­to.

Ar­qui­vo/dnp

Trio Ma­gu­jé, que re­to­ma com­po­si­ções de 70 e 80, é um dos gru­pos que faz tri­bu­to pa­ra o Gon­za­gão ho­je e ama­nhã, no Te­a­tro Ofi­ci­na da UEM

Divulgação

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.