Chu­vas che­gam a tem­po de evi­tar per­das na so­ja

Os pro­du­to­res tor­cem pa­ra que na se­gun­da quin­ze­na de de­zem­bro e to­do o mês de ja­nei­ro cho­va pe­lo me­nos uma vez por se­ma­na pa­ra ga­ran­tir o su­ces­so da sa­fra

O Diario do Norte do Parana - - REGIÃO - Luiz de Car­va­lho

car­va­lho@odi­a­rio.com As chu­vas que atin­gi­ram pra­ti­ca­men­te to­do o no­ro­es­te pa­ra­na­en­se en­tre qu­ar­ta-fei­ra e on­tem fo­ram bem re­ce­bi­das pe­los pro­du­to­res de so­ja, que te­mi­am que a la­vou­ra pu­des­se ser afe­ta­da se a umi­da­de do so­lo re­du­zis­se ain­da mais. Nas re­giões on­de o plan­tio acon­te­ceu mais ce­do, co­mo em Itam­bé, Iva­tu­ba e Flo­res­ta, a plan­ta­ção já mos­tra­va si­nais de per­da de flo­res pe­la es­ti­a­gem.

De acor­do com o ge­ren­te téc­ni­co da Co­a­mo, de Cam­po Mourão, Mar­ce­lo Suya, os pro­du­to­res já co­me­ça­vam a se pre­o­cu­par com o re­gi­me bai­xo de chu­va, mas, ape­sar da se­ca, a con­di­ção das la­vou­ras es­tá boa na com­pa­ra­ção com anos an­te­ri­o­res. Se­gun­do ele, a fa­se de plan­tio ho­je con­ta com boa tec­no­lo­gia e, com chu­vas de ago­ra em di­an­te, a so­ja vai ex­pres­sar o po­ten­ci­al es­pe­ra­do.

Na re­gião de Flo­res­ta, on­de mui­tos pro­du­to­res plan­ta­ram no fi­nal de se­tem­bro com a in­ten­ção de an­te­ci­par a co­lhei­ta, a si­tu­a­ção foi mais pre­o­cu­pan­te, por­que a so­ja já ti­nha ini­ci­a­do a fa­se de flo­ra­ção e, sem umi­da­de no so­lo, a ten­dên­cia é a que­da das flo­res. O pro­du­tor Fre­de­ri­co Pu­er­tas Xan­der con­si­de­ra que com a chu­va dos úl­ti­mos di­as o pe­ri­go es­tá afas­ta­do. Se hou­ve al­gum pre­juí­zo, o pro­du­tor só sa­be­rá na co­lhei­ta.

“Até aqui a la­vou­ra re­sis­tiu bem, mas o pe­ri­go é da­qui em di­an­te”, diz o téc­ni­co agrí­co­la da Co­o­pe­ra­ti­va Agroin­dus­tri­al de Ma­rin­gá (Co­ca­mar), Rob­son Fabro Ar­ri­as, que tra­ba­lha na uni­da­de de Flo­res­ta. “Da­qui pa­ra a fren­te, a so­ja vai flo­res­cer e a par­tir daí pre­ci­sa­rá de chu­va pe­lo me­nos uma vez por se­ma­na”. Se­gun­do ele, as pre­vi­sões de chu­vas pa­ra o fi­nal de de­zem­bro e o de- “Tor­ce­mos pa­ra que fi­que al­guns di­as sem chu­va pa­ra apli­car­mos o ve­ne­no e, a par­tir daí, es­pe­ra­mos que cho­va no­va­men­te” cor­rer de ja­nei­ro são fa­vo­rá­veis, “mas se fi­car du­as ou três se­ma­nas sem chu­vas a plan­ta vai sen­tir e po­de acon­te­cer uma que­bra no fi­nal da sa­fra”.

A fa­mí­lia Ru­fa­to, tra­di­ci­o­nal plan­ta­do­ra de so­ja na Gle­ba Pin­guim, em Ma­rin­gá, diz que sua so­ja ain­da não ti­nha si­do pre­ju- di­ca­da pe­la fal­ta de água e acha que as chu­vas de qu­ar­ta e quin­ta vi­e­ram na ho­ra cer­ta. “Nós de­vía­mos ter fei­to apli­ca­ção de um de­fen­si­vo nes­ta se­ma­na e não po­día­mos apli­car se não ti­ves­se umi­da­de no so­lo”, diz Ti­a­go Ru­fa­to. “Ago­ra, tor­ce­mos pa­ra que fi­que al­guns di­as sem chu­va pa­ra apli­car­mos o ve­ne­no e, a par­tir daí, es­pe­ra­mos que cho­va no­va­men­te”. Ru­fa­to con­fe­riu on­tem a si­tu­a­ção de sua la­vou­ra e con­cluiu que “com es­sa chu­va as flo­res vão pe­gar e se de ago­ra até o fi­nal de ja­nei­ro ti­ver­mos uma chu­va por se­ma­na te­mos ga­ran­ti­da uma boa pro­du­ção.”

Ricardo Lo­pes

Ti­a­go Ru­fa­to, de tra­di­ci­o­nal fa­mí­lia de pro­du­to­res da Gle­ba Pin­guim: tor­ci­da por mais al­guns di­as de chu­va

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.